Treinamento para frotas

Integração de motoristas: o onboarding dos condutores

Escrito por: Carlos Bafutto

Quando um novo condutor é admitido para uma frota, o processo de integração de motoristas é o que vai definir toda a relação deste novo colaborador com a empresa.

Essa etapa de incorporação de novos colaboradores vem sendo comumente chamada no meio corporativo de ‘onboarding’, o que pode ser traduzido como “embarque”.

É o processo em que a empresa vai recepcionar o novo colaborador e capacitá-lo para que ele possa integrar o time. E, claro, a máxima “a primeira impressão é a que fica” faz todo sentido nestes casos.

Por isso, quando esse processo de integração é bem planejado e executado, o novo colaborador – ou a nova equipe – vai se adequar de forma mais eficaz e passar a trazer os resultados esperados bem mais rápido.

A seguir, vamos apresentar o que o gestor de frota deve ter em mente para realizar uma integração dos motoristas de forma assertiva.

Conceitos básicos para realizar a integração dos motoristas

Quando um novo condutor passa a integrar a frota cabe à empresa é preciso proporcionar uma experiência inclusiva de integração aliada a um programa de capacitação.

Mas é importante ter bom senso quanto ao volume de informações que serão passadas ao novo colaborador para não confundi-lo nem estressá-lo.

As informações devem ser passadas de forma coerente, escalonada para serem assimiladas e internalizadas da forma mais eficaz. E para isso, é recomendável reservar pelo menos os primeiros três dias para proporcionar informações ao novo colaborador passadas de forma clara e inspiradora.

Guia de atualização do CTB 2021

Primeiras experiências e oportunidades

Essas primeiras experiências são a melhor oportunidade de o novo membro da equipe introjetar a cultura da empresa, os protocolos técnicos, as boas práticas da direção segura e da direção econômica, além, é claro, de fazer a melhor integração do novo motorista com o resto da equipe e com os contatos chave para cada assunto.

Trata-se também de uma chance para o gestor de frota identificar os pontos fortes e pontos fracos do novo condutor de forma a planejar ajustes ou mesmo, futuros treinamentos e capacitações dos motoristas.

A integração do motorista e a percepção sobre a cultura da empresa

Ao dar uma oportunidade ao novo condutor de se familiarizar com a frota, suas prioridades, valores, fluxos de trabalho e cultura, toda a relação deste colaborador com a empresa será mais positiva e transparente.

Será este processo de integração do motorista à frota que vai definir a percepção do novo condutor sobre a cultura da empresa.

Veja abaixo alguns aspectos que devem ser levados em consideração na integração dos motoristas à frota.

Crie um treinamento estruturado

Apresente didaticamente todas as informações pertinentes sobre a frota, o fluxo de trabalho, os veículos, abastecimento, política de frotas, entre outras questões burocráticas. Enfim, tudo que envolva a atuação do profissional, e as expectativas e regras do trabalho.

Esse primeiro treinamento pode contar com materiais como kits de boas-vindas, materiais didáticos, fontes de consulta, aplicativos e plataformas digitais de ensino, simuladores de direção etc.

Defina as expectativas e as políticas da empresa

Ninguém gosta de ser surpreendido por uma regra que não conhecia. O novo colaborador precisa conhecer as políticas da frota e os regulamentos da empresa que ele deverá seguir.

Mesmo que a empresa disponibilize aos colaboradores todos os regulamentos, sejam impressos, sejam em plataformas digitais, é uma boa ideia reservar algum tempo para examinar as regras-chave pessoalmente com o novo condutor e responder todas as perguntas que ele possa ter.

eBook Tríade da Gestão de Frotas

Forneça ajuda individual

Uma das formas mais claras de identificar a cultura de uma empresa continua sendo as relações interpessoais entre seus colaboradores. E ajudar esse novo motorista a se sentir bem no novo ambiente de trabalho nos primeiros dias é fundamental.

Por isso, é muito importante que o gestor de frota ou outro colaborador esteja disponível no primeiro dia do novo colaborador para discutir a função, tirar dúvidas, passar informações etc.

Defina um padrinho para o novato

Toda frota tem seus motoristas mais experientes ou antigos na casa. Eles são os contatos chave para qualquer pessoa que queira se ambientar. Então outra boa ideia é incentivar essas boas relações entre colegas de trabalho buscando voluntários para auxiliar os novos condutores.

O “padrinho” poderá orientar o novo condutor na estrada/rua, ajudá-lo com o fluxo de trabalho e, até mesmo, treiná-lo e monitorar seu desempenho nas primeiras semanas.

Conheça as dúvidas e forneça informações

Uma boa forma de definir quais as informações mais relevantes a serem passadas ao novo condutor é saber quais são as suas dúvidas.

Que tal perguntar aos atuais motoristas da sua frota quais eram as principais dúvidas deles?

Fazer um mapeamento de dúvidas frequentes e construir um banco de dicas sobre a operação da empresa vai ajudar muito aos novos motoristas. Esse material pode estar disponível em plataformas digitais de ensino, aplicativos ou mesmo impresso em papel.

Peça feedback

Assim como a maioria dos processos de uma empresa, a integração dos motoristas precisa ser continuamente atualizada e aprimorada. Para isso, será preciso saber de quem passou por ele onde cabem melhorias.

Mantenha um canal aberto de diálogo com seus condutores e promova uma pesquisa de satisfação sobre o processo de integração. O feedback da equipe é uma fonte valiosa na busca por melhorias e ajustes.

Avise a equipe 

É importante preparar a equipe para receber um novo colaborador. Isso ajuda a prevenir que o novo membro da equipe fique deslocado nas áreas de convivência em seu primeiro dia de trabalho.

Os motoristas antigos também podem se sentir surpreendidos com a nova presença, o que pode causar algum incômodo.

Respeite o tempo de ambientação

Não é recomendável que o novo motorista, por mais experiente que seja, saia para a rua já no primeiro dia. Reserve o(s) primeiro(s) dia(s) para ambientação, orientações gerais, treinamentos, questões burocráticas, aquisição de materiais (ou uniforme se houver) etc.

Promover a familiarização e integração do motorista com a operação da frota vai torná-lo mais rapidamente num colaborador em sintonia com a cultura da empresa.

Apresente toda a empresa

Apresentar todos os setores da empresa, bem como sua missão, visão e valores vai dar ao condutor uma visão mais ampla. Isso o ajudará a ter um pensamento macro e da importância do seu papel dentro da organização.

Conclusão

Estes foram alguns dos conceitos e aspectos básicos que o gestor de frota deve ter em mente quando o assunto é integração – ou onboarding – de novos motoristas à frota.

O processo de ambientação da estrutura organizacional da empresa, além reforçar as medidas de condução segura de veículos, ajudará a área de recursos humanos no processo de integração dos novos colaboradores que passarão a conduzir os veículos da frota.

A nossa solução de treinamento para frotas, Academia de Mobilidade, vai guiar e facilitar a integração dos novos colaboradores.

Além do conteúdo e avaliação teórica, é possível optar por treinamento e avaliação prática com o uso de simuladores de direção.

Quer entender mais como a Younder pode te ajudar no processo de integração dos motoristas da sua frota?