Treinamento equipes técnicas

O Levantamento das Necessidades de Treinamento – LNT

Escrito por: Carlos Bafutto

O Levantamento das Necessidades de Treinamento busca reunir informações para saber quais profissionais precisam ser capacitados.

Sabemos que o Levantamento das Necessidades de Treinamento (LNT) é uma prática bastante comum em empresas de alto desempenho. Desta forma, o LNT busca reunir informações com o objetivo de determinar quais profissionais ou equipes precisam ser capacitados ou reciclar conhecimento.

A ideia central é aprimorar as competências dos colaboradores de acordo com as necessidades estratégicas da organização.

Além das metas de desenvolvimento da força laboral esse processo também deve determinar os impactos desse investimento em pessoal nos resultados da empresa.

Qual é a importância do levantamento das necessidades de treinamento

O levantamento das necessidades de treinamento permite também identificar as maiores falhas nas equipes, ou mesmo, de colaboradores individualmente, de forma a planejar as soluções didáticas mais adequadas para cada caso.

Com o tempo, todas essas informações coletadas servirão de base para a consolidação de estudos acerca de padrões identificados via banco de dados.

Isso quer dizer que a partir de algum tempo, os gestores de empresas terão dados suficientes para se antecipar a possíveis problemas de acordo com cada circunstância.

Modelo de Briefing de Treinamento

Para te ajudar criamos um modelo de briefing de treinamento para você baixar. Para isso basta preencher o formulário abaixo que encaminharemos no seu e-mail. 😉

Método SMART

Uma estratégia bastante difundida no Levantamento das Necessidade de Treinamento consiste em dividir as metas pelo método ‘SMART’, uma mnemônica em inglês que engloba os critérios de que o objeto deve ser específico (specific), mensurável (measurable), atingível (achievable), relevante (relevant) e temporal (time bound).

Habilidades e competências 

Desenvolver as habilidades e as competências das equipes técnicas e operacionais é a primeira coisa a se fazer para promover melhorias de forma a garantir mais eficiência, agilidade e redução de custos.

E o primeiro passo deste processo é enumerar quais habilidades devem ser aprimoradas entre os colaboradores para que a empresa atinja o objetivo a que se propôs. É a partir dessas informações que os gestores poderão definir as prioridades nas necessidades de capacitação.

Há também novas realidades às quais a empresa atravessa que podem exigir capacitações. É o caso, por exemplo, da implantação de novas tecnologias, necessidade de otimização dos custos, melhoria de processos etc.

Key performance indicators – KPIs

Os ‘Key Performance Indicators’ estão entre os parâmetros que vão apontar com bastante clareza onde estão as necessidades de treinamento. Eles podem ser determinados, por exemplo, a partir de análises se acidentalidade, custos operacionais, desgaste precoce do maquinário, número alarmantes de sinistros etc

PodCast: Como aplicar treinamentos nos tempos atuais?

Este momento está desafiando todos nós, não é mesmo? Como você está lidando com a necessidade de treinamento da sua equipe? O quarto episódio do YounderCast vai te ajudar a refletir sobre alguns pontos-chave sobre este assunto e a pensar em soluções para os impasses de treinar uma equipa a distância!

Levantamento das necessidades de treinamento e os GAPS operacionais

As competências são o conjunto de habilidades técnicas e comportamentais que determinado indivíduo tem. Os chamados Gaps operacionais podem ser definidos como as lacunas entre as competências esperadas de um colaborador e a real capacidade (técnica ou psicológica) dele.

A identificação desses gaps por parte do gestor é uma tarefa que exige muita atenção e alguma experiência na leitura dos dados e relatórios. Mais do que isso, é preciso ter clareza quanto ao impacto de cada falha humana no atingimento do objetivo da empresa.

Assim é possível entender quando e como tratar cada lacuna no desempenho da equipe de forma a perseguir as metas da empresa.

Como evitar os gaps operacionais

Um bom questionamento que ajuda a evitar gaps operacionais é se os colaboradores contam com um manual (impresso ou online) com todas as informações sobre seus direitos, deveres, seus benefícios, os regulamentos internos da organização etc.

Esse tipo de informação deve estar sempre disponível como fonte de consulta para cada colaborador.

A partir da divulgação dessas informações, é possível ranquear as competências mais importantes para a equipe, identificar quais colaboradores se saem melhor nelas e incentivá-los.

O colaborador que tem suas competências reconhecidas e encorajadas por meio do apoio necessário para desenvolvê-las ganha em produtividade e qualidade de vida.

Além disso, eles tendem a se tornar multiplicadores dessas boas práticas dentro da equipe.

Planejamento estratégico do negócio

O Levantamento das Necessidades de Treinamento tem por base o planejamento estratégico da empresa. Isso quer dizer que as habilidades e competências a serem fomentadas entre os colaboradores deverão estar de acordo com o que é necessário para o cumprimento dessas metas.

Treinamento para cumprir leis, certificações ou NRs 

Pegando o exemplo das empresas de transportes, que devem dar todo o suporte para que os colaboradores estejam devidamente atualizados quanto às leis e regulamentos de cada setor.

Gestores desse setor têm que se manter atentos a uma série de fatores.

É o caso do novo Código de Trânsito Brasileiro que veio com mudanças que vão afetar diretamente o cotidiano de motoristas profissionais. E isso não é tudo.

Além de se manterem atualizados quanto à legislação de trânsito, os motoristas devem ter certificações e treinamentos que são fundamentais para a condução de passageiros e cargas.

É o caso, por exemplo, da certificação SASSMAQ. Trata-se de uma certificação importante, concedida mediante treinamento para tornar o motorista profissional apto a transportar de forma segura passageiros e cargas, incluindo cargas perigosas como produtos químicos.

E, se falando de outras áreas de atuação, vale lembrar dos treinamentos obrigatórios para atender as NRs (Normas Regulamentadoras).

Redução de custos operacionais e segurança

Uma das maneiras mais eficazes e, muitas vezes, negligenciadas de reduzir os custos operacionais é capacitando colaboradores para exercer suas atividades de forma eficaz e segura.

Afinal, fomentar a produtividade e mitigar comportamentos inadequados aumentando a conscientização dos colaboradores sobre o impacto de suas ações nos custos da empresa, pode ajudar bastante.

Para ilustrar, vamos usar o exemplo de uma empresa com frotas. Quem atua no setor sabe que a direção econômica está entre as metas principais a serem incentivadas entre os motoristas de qualquer frota.

Afinal, os custos com abastecimento tornam toda a operação bem mais cara.

Para haver conscientização sobre os impactos econômicos do desperdício de combustível e do desgaste excessivo por mau uso do veículo, um treinamento para reciclagem dos condutores da frota pode fazer toda a diferença.

Colaboradores satisfeitos

Quando os funcionários se sentem valorizados e compreendidos, a produtividade aumenta e os lucros também.

Já se os colaboradores se sentem desvalorizados, eles tendem a dedicar menos esforço e esmero, o que aumenta o desgaste no local de trabalho, aumentando as despesas operacionais.

E os exemplos são muitos dos custos operacionais que são reduzidos com colaboradores mais capacitados. Desde mais agilidade e eficiência nos processos até a redução de evasão de talentos.

Investimento em Treinamentos

E um dos pontos chave para evitar o cenário de colaboradores desmotivados e com desempenho aquém das suas capacidades é o investimento constante em treinamentos e desenvolvimento humano nas empresas.

Colaboradores capacitados e atualizados alcançam melhores resultados e passam a enxergar propósito no trabalho, o que alça o clima organizacional da empresa em um novo patamar.

E esse ambiente vai determinar diversos aspectos que vão desde a maior produtividade até a atração e retenção de talentos.

Organizações que investem em treinamentos costumam atrair os melhores colaboradores.

Com isso, além de obter melhores resultados, o clima organizacional típico de empresas que valorizam o desenvolvimento humano faz brilhar os olhos dos profissionais mais cobiçados pelo mercado.

Assim, a empresa passa a ter os melhores candidatos concorrendo em seus processos de recrutamento.

Análise e diagnóstico para mitigar comportamentos de riscos

A análise dos riscos da equipe operacional e a prevenção dos desvios cometidos pelos colaboradores é um trabalho que deve ser feito continuamente.

A primeira coisa a se fazer é identificar onde estão os riscos.

Um bom começo é o diagnóstico de segurança, aplicado em empresas, para avaliar os riscos aos colaboradores durante o trabalho.

A partir desse diagnóstico, o gestor terá indicadores para saber onde atuar e quais colaboradores precisam ser capacitados.

Então, ele poderá encorajar e reconhecer cada indivíduo pela boa observância das normas, bem como, pelas boas atitudes, de forma a fomentar o comprometimento deles com as normas de segurança da empresa.

Conclusão

Levantar as necessidades de um treinamento e partir para sua elaboração, requer conhecer os desafios e problemas do cotidiano dos colaboradores. O bom planejamento de um treinamento requer a seleção criteriosa das ferramentas didáticas mais adequadas para cada objetivo. 

E os retornos de um treinamento realmente transformador são inúmeros e vão do aumento da segurança e eficiência à redução dos custos. Isso quer dizer que a operação fica menos onerosa e a rotatividade de colaboradores diminui.

Afinal, colaboradores valorizados tendem a ficar na empresa. 

Conte com a Younder para ajudá-lo neste processo! Clique aqui e conheça nossas soluções de treinamento.