imgheight="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=368964349309808&ev=PageView&noscript=1" /

Aumento do combustível: como impacta na gestão da frota?

A rotina para administrar uma frota de veículos é intensa. Todos os dias, surgem novas questões envolvendo rotas, manutenção, motoristas e muito mais. O aumento do combustível é uma dessas demandas e merece uma atenção especial por causar impacto na gestão da frota. 

O gasto com combustível é inevitável e essencial para o funcionamento das atividades. Entretanto, com os valores subindo cada vez mais, conseguir equilibrar a área financeira da gestão acaba sendo um verdadeiro desafio. 

Se você busca compreender o impacto do aumento do combustível na sua frota e como você pode driblar os empecilhos que surgem nesse contexto, este artigo é para você. Aproveite a leitura!  

Como o aumento do combustível impacta na gestão de frota?

Para garantir a eficiência na gestão da frota são necessários cuidados nos processos operacionais diários. As mudanças exigem proatividade dos gestores, que devem adotar um olhar atento sobre os gastos, a fim de reduzi-los.

Já no início de 2023 foi possível sentir o grande impacto que pode causar o aumento do combustível. Foi um ano em que os preços subiram consideravelmente e isso foi o suficiente para que as empresas observassem a necessidade de mudar a forma de atuação para economizar um pouco mais. 

Nenhuma variação de preço nas bombas tem efeito imediato na rotina das empresas, mas as consequências são sentidas no financeiro. Com o aumento do combustível, mais recursos precisam ser realocados para isso, podendo faltar para investir em outros setores. 

Como calcular o consumo de combustível?

Como dito anteriormente, algumas práticas reduzem o gasto de combustível. Mas, como calcular esse consumo para que se saiba se o gasto está dentro do esperado? 

Calcular o consumo de combustível dos veículos da sua empresa é simples:

  • complete o tanque e zere o marcador de quilometragem;
  • anote a quilometragem percorrida até precisar abastecer novamente;
  • reúna as informações e faça o seguinte cálculo: quilometragem percorrida / combustível consumido.

O resultado dessa divisão é o consumo de combustível por litro. Assim, é possível observar se o gasto está dentro do esperado para aquele veículo. 

Além disso, este cálculo destaca a relação de quilômetro rodado para comparar o consumo de combustível. E isto é o que realmente é importante para a empresa. 

O gasto por quilômetro rodado varia para cada veículo por diversos fatores: trajetos, operações, condição do veículo, práticas do motorista são algumas delas. Ficar atento a essas questões possibilita uma análise completa do desempenho da frota como um todo. 

O que a frota ganha quando economiza combustível? 

O impacto financeiro pelo fato de economizar combustível é o mais evidente. Entretanto, as práticas para fazer essa redução no consumo beneficiam muito além disso.

A economia de combustível e a gestão correta de frotas aumentam a eficiência e a produtividade da empresa. Dessa forma, o cliente final recebe a mercadoria com mais rapidez e assertividade. 

Além disso, é uma maneira de preservar os veículos e dar mais qualidade nas condições de trabalho do motorista.Encontrar soluções para fugir do impacto do aumento do combustível é, na verdade, muito benéfico para a empresa como um todo.

5 dicas para driblar o aumento do combustível

O aumento do combustível pode se tornar um grande problema. Entretanto, gestores com visão estratégica conseguem mudar esses cenários com controle e inteligência para obter resultados mais satisfatórios. 

Para isso, é preciso reorganizar os processos e estabelecer novas condutas. Com estratégias para reduzir os gastos da frota, aos poucos e com pequenas ações, a economia se torna significativa. 

Veja, a seguir, as dicas que trouxemos para você driblar o aumento do combustível:

  1. Respeite a capacidade de seus veículos

Se você realizar o cálculo para analisar o consumo de combustível poderá observar que não existe um valor estabelecido padrão: as condições da frota estão diretamente ligadas a esse consumo e interferem no desempenho dos transportes.

Por exemplo, o peso transportado influencia no gasto de combustível. Rodar com o peso acima da capacidade prevista, além de danificar o veículo, consome muito mais combustível. Ou seja, o que poderia ser encarado como uma ação para reduzir gastos na verdade se torna um problema. 

São detalhes que podem passar despercebidos e que, com conhecimento estratégico para uma direção econômica, tornam-se técnicas que aumentam o rendimento da frota. 

  1. Estude os trajetos a serem feitos

Existem diversas rotas para chegar ao mesmo lugar. As estradas nem sempre estão em boas condições e optar pela melhor opção faz parte das dicas para economizar combustível.

Além disso, a maneira mais eficaz para reduzir os gastos em relação ao combustível é rodando melhor. A intenção é que os motoristas estejam cientes dos melhores trajetos e, para isso, a gestão também tem papel importante nisso. 

Os gestores devem disponibilizar informações atualizadas e orientar os motoristas da melhor maneira. Essa atitude, inclusive, garante mais segurança para as viagens, pois serão analisadas as melhores estradas.

-> Leia também: Fluxograma de processos: saiba quando colocar em prática 

  1. Busque pelos melhores preços

Talvez essa seja a dica mais óbvia. Porém, mesmo assim, não se dá toda atenção necessária por parecer algo muito fácil. 

A busca pelos melhores preços vai além de abastecer no posto mais barato: a qualidade do combustível também deve ser levada em conta pelo custo-benefício, pois o menor preço nem sempre entrega a qualidade que a frota precisa para manter a eficiência dos veículos. É preciso estudar ofertas e conhecer os diferenciais de cada posto. 

  1. Realize manutenção preventiva

A manutenção preventiva é a melhor forma de prolongar a vida útil dos veículos da frota. Se o gasto de combustível está excessivo, isso pode ser reflexo da falta de monitoramento das condições dos veículos. 

Além das idas frequentes às oficinas e a troca de peças, quanto mais problemas um veículo apresentar, mais gastos de combustível ele terá. Muitas vezes, não investir na manutenção pode ser encarado como uma forma de economizar, mas os resultados serão prejudiciais a longo prazo.

  1. Treine a equipe

Todas as informações ao longo deste artigo só fazem sentido se toda equipe estiver ciente dos impactos do aumento do combustível na empresa. A orientação adequada corrige hábitos que desgastam os veículos e, assim, as práticas para a economia de combustível geram mais resultados. 

É possível reduzir custo da sua frota com treinamentos para motoristas. Além disso, o impacto da instrução correta pode ser contribuir para evitar sinistros de trânsito  e multas. 

Motoristas treinados e engajados com a empresa são essenciais para a boa gestão da frota!

Essas são algumas dicas para diminuir gastos! Reduzir os impactos do aumento do combustível pode ser melhor do que você imaginava para a empresa. Você já pratica alguma dessas dicas? Conte nos comentários!

Posts Relacionados