Mobilidade

Telemetria: tecnologia que preserva vidas

Escrito por: Morgania Crisna

Um rastreador instalado em um veículo permite com que o gestor de frota saiba exatamente onde cada viatura de sua responsabilidade está. Há alguns anos isso era o suficiente. Atualmente, não é mais.

Com o advento da telemetriaalém da localização exata do veículo, é possível identificar o perfil de dirigibilidade de cada condutor como infrações por excesso de velocidade, frenagens e acelerações bruscas.

Assim como, em algumas tecnologias embarcadas, também é possível fazer o reconhecimento facial para identificação automatizada do motorista.

E por que é tão importante um relatório de velocidade? 

Segundo a OMS, 1,35 milhão de vidas são perdidas anualmente no trânsito mundial. Principal causa? Excesso de velocidade.

Por mais que os meios de informação divulguem e todos nós tenhamos ciência do quão perigoso é conduzir um veículo acima da velocidade, algumas pessoas ainda arriscam suas vidas e de terceiros no trânsito.

eBook Tríade da Gestão de Frotas

Entenda os impactos do excesso de velocidade no trânsito

Para ter dimensão de como o excesso de velocidade interfere em uma direção segura, vamos retomar algumas lições das aulas de física com exemplos práticos.

O impacto de uma colisão a 60 km/h equivale à queda do 11º andar de um prédio. A 80 km/h seria do 20º andar. A cada aumento de 8 km/h, crescem-se 4% o número de mortes em um acidente.

Um aumento de apenas 5% na velocidade média amplia em cerca de 10% os acidentes envolvendo lesões e de 20% a 30% as colisões fatais.

Ainda segundo a OMS, o risco de um pedestre adulto morrer se atingido por um carro a menos de 50 km/h é de 20%. Porém, a chance de letalidade sobe para 60% se a pessoa for atropelada a 80 km/h.

Na ilustração abaixo entendemos a probabilidade de sobrevivência em atropelamento.

probabilidade de sobrevivência em atropelamento

A velocidade do veículo x tempo de resposta 

A velocidade também interfere no tempo de resposta e parada do veículo, caso algum incidente aconteça na via, como o cruzamento de algum animal na pista ou até mesmo um acidente.

Na ilustração abaixo, conseguimos entender uma média da distância da frenagem com base na velocidade.

média da distância da frenagem com base na velocidade

Fonte: peds.org

Além dessa causa principal do risco a segurança, o aumento de velocidade também acentua os custos na operação com combustível, multas, manutenção e redução da vida útil dos componentes do veículo.

Identificação dos condutores “tomadores de risco” 

Além de identificar quais condutores da sua frota são os mais propensos à acidentes, o monitoramento das acelerações e frenagens bruscas também são dados importantes na hora de saber como o seu motorista se comporta no trânsito, afinal de contas, esses fatores podem ser sinal de distração como uso do celular, por exemplo.

Vale lembrar, que o uso de celular ao volante é a terceira maior causa de acidentes no trânsito com morte no Brasil: 150 motoristas morrem anualmente, e 54 mil todo ano como consequência dessa prática.

No entanto, para ter assertividade quanto a este tipo de comportamento é possível o uso do reconhecimento facial. Através dessa tecnologia, o condutor é automaticamente identificado em relatórios e, consequentemente, possibilita sua identificação automática nas infrações cometidas com veículos da empresa.

Multas de trânsito como indicador para gestão de frota

A identificação das multas é essencial para auxiliar na conscientização dos condutores e na redução da condução de risco.

Ponto de atençãoQuando não obrigados, muitos condutores optam pela não identificação para evitar o acúmulo de pontos e a suspensão da sua principal ferramenta de trabalho: a CNH (carteira nacional de habilitação). Esse procedimento, infelizmente contribui para que o motorista não se preocupe e, mesmo que inconscientemente, continue cometendo infrações enquanto trabalha.

Essas infrações são comportamentos inadequados que levam a consequências mais drásticas (acidentes), colocando a vida do próprio condutor e de terceiros em risco.

Segundo a Pirâmide de Frank Bird, 30.000 desvios ou comportamentos inadequados podem causar 3.000 incidentes (quase acidentes), 300 acidentes sem afastamento, 30 acidentes com afastamento e 1 acidente fatal. Entenda melhor esta proporção na ilustração abaixo:

Pirâmide de Frank Bird

Unir dados da telemetria com informação de multas aplicada a teorias de prevenção de acidentes são grandes alinhados dos gestores de frota, para identificação dos condutores “tomadores de risco”.

Também há o questionamento se tudo isso gera invasão de privacidade e sobre este ponto falo a seguir.

Telemetria é invasão de privacidade?

Diante de tanta tecnologia e controle, algumas pessoas questionam se a telemetria pode ser considerada uma invasão de privacidade?

Afinal de contas, é possível controlar onde o colaborador está, como ele está trabalhando e até obter imagens através do reconhecimento facial da câmera que pode ser instalada no veículo.Porém, por jurisprudência, só é considerado invasão de privacidade no âmbito trabalhista, quando há acesso a dados íntimos e com danos a vítima. 

Vale destacar que:

  • Atualmente é comum trabalhar em escritórios com câmeras e controles de segurança, logo, não é ilegal a instalação desses equipamentos em veículos, quando utilizados a trabalho;
  • O empregador tem direito legal de controlar seus meios de produção e, também, é responsável solidário em qualquer dano causado aos bens da empresa, como neste caso, os veículos.

Além disso, é interessante que toda regra e procedimento pertinentes a utilização de veículos da empresa seja validada com uma Política de Frotas, documento firmado entre corporação e colaboradores sobre utilização dos veículos. 

Campanha Semana Nacional de Trânsito

Implementação de uma política de treinamento

Falei bastante de telemetria, porém, ela não é a única tecnologia aliada na prevenção de acidentes e mitigação das condutas de risco.

Dentro da Política de Frotas, é importante acrescentar uma rotina de treinamento e capacitação constante para desenvolver esses profissionais.

Afinal, as tecnologias educacionais hoje em dia estão muito mais próximas dos alunos, ou melhor dizendo, na palma da mão.

As metodologias de ensino evoluíram, desta forma, a análise dos dados de telemetria com essa inteligência educacional proporciona um ensino mais direcionado.

A parte positiva é que o tempo de treinamento pode ser otimizado e, os colaboradores podem se desenvolver somente nos pontos em que apresentaram conduta inadequada.

Conclusão

A telemetria atualmente permite um gerenciamento de frota sustentável resultando cada vez mais em conscientização no trânsito e menos acidentes. Essa tecnologia também traz inúmeros benefícios para a empresa com redução de custo e, também, para o meio o ambiente já que atua diretamente na redução do uso de combustível, logo, na quantidade de CO2 emitida para a atmosfera.

O melhor de tudo é que com o aumento dessa demanda surgiram mais empresas no mercado no que refletiu em serviços de ótima qualidade a valores mais acessíveis para empresas de diversos tamanhos. Com toda certeza é um investimento que se paga.

Meu nome é Morgania Crisna, sou especialista em frota com mais de 12 anos de experiência com passagem em empresas do segmento de telecomunicações e atacadista. Enquanto gestora, minha prioridade é a segurança do condutor, afinal de contas, nós somos gestores de vida e precisamos garantir que o condutor volte bem para casa todos os dias.

Fique à vontade para fazer sua pergunta aqui no blog ou me chamar no Linkedin.