Treinamento e Desenvolvimento

O que é cultura organizacional e como usar na sua empresa

Escrito por: Equipe Younder

Priorizar e valorizar a cultura organizacional por si só é essencial para manter os colaboradores engajados e alinhados com o propósito da empresa.

A cultura organizacional, também conhecida como cultura empresarial, é essencial para alinhar as equipes, guiar o crescimento da empresa de acordo com seus objetivos.

Mesmo que uma empresa não tenha criado a sua cultura organizacional desde o começo, é possível construir uma – mesmo porque é comum que a cultura organizacional de determinados ambientes passe por adaptações ao longo do crescimento da empresa.

Com o objetivo de ajudar você a instituir uma cultura organizacional relevante, neste artigo vamos explicar o que é a cultura organizacional e mostrar algumas boas práticas para adotar na sua empresa. Acompanhe!

Entenda o que é cultura organizacional

A cultura organizacional é o conjunto de valores, normas e missão que a empresa insere no seu dia a dia para guiar o comportamento dos seus funcionários.

É papel da gestão deixar claro quais os valores da empresa. Enquanto que os colaboradores devem tentar se adaptar à essa cultura organizacional.

Isso pode acontecer logo no início através do onboarding de funcionários, como ao longo do tempo em que ele está na empresa através de ações e treinamentos.

Os fundadores, ou as fundadoras, das empresas são os responsáveis por criarem a base da cultura organizacional, mas devem ser flexíveis para agregar a visão de outros funcionários, além de serem adaptáveis ao segmento de mercado e às metodologias utilizadas pela empresa.

Por exemplo, uma empresa de base tecnológica como uma startup, muitas vezes conta com um modelo de cultura organizacional que valoriza o aprendizado rápido, portanto, aceita bem os erros – enquanto que empresas mais tradicionais são mais detalhistas e com pouca abertura a correr riscos.

Dessa forma, fica claro que não adianta unir várias frases de efeito para montar uma boa apresentação de cultura organizacional se isso não for coerente com o dia a dia na empresa e com os processos internos.

Saiba quais os benefícios da cultura organizacional na empresa

Fortalecimento da imagem

Você sabia que a sua marca precisa passar para as pessoas seu valor de empregadora? Isso porque uma empresa que consegue reter talentos acaba gerando um fortalecimento da imagem não apenas para os colaboradores, mas também para os clientes finais.

Inclusive, cuidar da imagem da empresa diante dos profissionais é essencial para atrair novos talentos quando necessário. Não é à toa que existem rankings dos melhores lugares para se trabalhar.

Ambiente corporativo saudável

“Combinado não sai caro”, esse ditado popular é muito eficiente no ambiente corporativo. Quando você tem uma cultura organizacional forte na sua empresa, evita a frustração dos colaboradores proveniente da desconexão entre expectativa e realidade.

Em uma cultura organizacional madura, você tem a oportunidade de incluir nos treinamentos e apresentações todos os valores que deseja cultivar na empresa para que seja um ambiente saudável e seguro.

Além disso, é fundamental trazer para os funcionários atividades para melhorar o clima organizacional, mostrar os valores compartilhados e definir a cultura organizacional junto com seus colaboradores.

Retenção de talentos

É a coerência entre o discurso e a prática da cultura organizacional que faz com que seus melhores funcionários se sintam confortáveis no ambiente corporativo.

Por isso, a longo prazo, os profissionais precisam reconhecer que a cultura está sendo, de fato, vivida.

Dessa forma, é possível melhorar as taxas de turnover, ou seja, reter talentos por mais tempo. Os melhores profissionais podem estar buscando estabilidade, mas precisam sentir segurança também na empresa.

Autonomia de equipes

Quando a equipe conhece bem os processos internos e o que é valorizado dentro da empresa, é mais fácil que cada colaborador tome decisões de forma mais coerente – evitando retrabalho e muito tempo gasto em correções.

A autonomia das equipes pode ser incentivada através de uma cultura organizacional adequada.

Produtividade

É muito comum entre os funcionários desalinhados, ter a sensação de inadequação e o hábito de procrastinar, muitas vezes não é de propósito, mas a insegurança gerada acaba afetando a produtividade.

Por isso é imprescindível prezar pelos momentos de compartilhamento de valores, uma vez que os colaboradores precisam entender que fazem parte da organização e são peças fundamentais para seu sucesso.

Clientes satisfeitos

Quando a empresa coloca a satisfação do cliente como prioridade na cultura organizacional, todos estarão trabalhando em prol da experiência do cliente final.

É por isso que se a excelência for um pilar da sua cultura organizacional, os clientes sairão mais satisfeitos.

Conheça os tipos de culturas para adotar na empresa

Agora vamos citar alguns tipos de culturas que são frequentemente adotadas nas empresas.

É claro que o estilo da cultura precisa ser coerente com o segmento de atuação, bem como com o objetivo de crescimento e o estilo da gestão.

Aqui vamos citar os exemplos e explicá-los de forma breve, mas é importante lembrar que são apenas características centrais.

1) Cultura de tarefas:

Nesse tipo, os especialistas são o principal público, uma vez que conseguem ser mais autônomos com suas tarefas.

Nesse caso, não há muito espaço para microgerenciamento e a discussão deve ser incentivada com foco na resolução de problemas.

2) Cultura do poder:

A cultura organizacional do poder é baseada na hierarquia e tem foco na obtenção de resultados. Para isso, esse tipo de cultura estimula a competitividade entre os funcionários.

3) Cultura adaptativa:

As culturas empresariais adaptativas são fortes em se manterem atuais, sempre incentivando a inovação e trabalhando para fortalecer o mindset dos funcionários.

4) Cultura de papéis:

Com papéis e processos bem definidos, esse tipo de cultura preza para que cada profissional atue dentro da sua área, o que dificulta a adaptação de profissionais mais generalistas que desempenham múltiplas tarefas.

Além disso, conta com processos bem desenhados, com pouca flexibilidade, e uma hierarquia clara.

5) Cultura de pessoas:

A cultura organizacional com foco no bem-estar e desenvolvimento das pessoas também pode ser estratégica, uma vez que seu ponto forte é reter talentos e incentivar a diversidade organizacional por meio do respeito.

6 boas práticas para aplicar uma boa cultura organizacional

1) Dedique-se ao onboarding e imersão de novos funcionários

Cuidar dos primeiros contatos do colaborador com a empresa é essencial para manter o padrão da cultura organizacional.

Além disso, fazer um bom onboarding é entregar todas as ferramentas, oferecer treinamentos e dar as principais dicas para que os novos integrantes se adaptem bem ao novo ambiente de trabalho e às suas funções é essencial para o crescimento da empresa.

E para um onboarding cada vez mais eficiente e de acordo com a cultura organizacional da empresa, a área de gestão de pessoas pode contar com um processo de avaliação dos treinamentos, a fim de compreender como está sendo a experiência do colaborador.

2) Invista em uma seleção de talentos

É importante manter bons profissionais dentro da empresa, mas que, sobretudo, tenham o fit cultural da empresa e colaborem com a cultura organizacional. Lembre-se que serão os funcionários que vão manter a cultura da empresa viva.

3) Compartilhe missão, valores e visão

A empresa deve sempre deixar em evidência a sua missão, os valores e a sua visão. Tudo isso é essencial para envolver a equipe e fazer com que cada pessoa se veja como parte do todo e responsável por alcançar os objetivos.

4) Realize uma avaliação de desempenho

Se você tem uma cultura organizacional clara, é legal considerar que todo mundo tem responsabilidade pela manutenção dela.

Além de rotinas de feedback, é importante realizar avaliações de desempenho e acompanhamento de forma processual para que haja transparência sobre a visão da gestão a respeito do profissional e a percepção do colaborador sobre a empresa.

Assim, a empresa poderá entender se o funcionário continua dentro das características pretendidas e é possível ver se a empresa está sendo coerente com as expectativas do colaborador.

5) Comunique-se de forma eficaz

A comunicação é essencial para preservar uma cultura organizacional sólida e duradoura, mas ela não pode ser uma via de mão única. É importante adotar uma cultura com base na comunicação colaborativa, incentivando o respeito no ambiente de trabalho.

6) Cultive sempre as regras da empresa

Lembre-se que o melhor professor é o exemplo. Por isso, é importante não só cuidar do cumprimento das regras explícitas, como das implícitas ligadas ao cotidiano organizacional.

De toda forma, a gestão precisa estar mais atenta às regras do que os funcionários, para fiscalizar, mas especialmente para seguir e dar o exemplo.

Valorize a cultura organizacional

Além de deixar claro quais são os valores e as normas da empresa, a cultura organizacional pode ser um conjunto de atitudes valorizadas pelos membros da equipe e isso pode mudar conforme chegam novos membros, por exemplo.

No entanto, priorizar e valorizar a cultura por si só é essencial para manter colaboradores engajados e alinhados com o propósito e objetivos da empresa.

Quer saber mais em como inserir uma cultura organizacional na sua empresa de forma eficiente e que faça sentido junto com o seu propósito? Então clique abaixo e fale com um dos nossos especialistas.