Gestão de Frotas

Dia nacional do ciclista: entenda a data e como incentivar o uso da bicicleta

Escrito por: Equipe Younder

O Dia Nacional do Ciclista é celebrado no país desde 2017, a data gera visibilidade e reconhecimento para esse meio de transporte tão utilizado por milhares de brasileiros.

O Dia Nacional do Ciclista é celebrado no país desde 2017, a data gera visibilidade e reconhecimento para esse meio de transporte tão utilizado por milhares de brasileiros.

Em meio à pandemia da Covid-19, a OMS informou que a bicicleta é o meio de transporte mais seguro do ponto de vista da transmissão do vírus.

Depois disso, a procura por bicicletas só aumentou no país, batendo recorde de buscas na internet e de vendas.

Além disso, o incentivo à bicicleta como meio de transporte passou a compor estratégia de mobilidade corporativa por ser capaz de reduzir os congestionamentos nas grandes cidades, promover bem-estar e diminuir o sedentarismo entre os funcionários.

Neste artigo, você vai entender mais sobre o dia do ciclista e descobrir razões e benefícios de promover a bicicleta como meio de transporte. Confira a seguir!

Entenda a data de comemoração do Dia Nacional do Ciclista

Assim como muitas outras datas comemorativas do calendário brasileiro, o dia 19 de agosto é o dia considerado o dia nacional do ciclista em homenagem a uma pessoa importante para a história. Nesse caso, uma homenagem a Pedro Davison, ciclista brasiliense.

A história é trágica, mas se tornou símbolo e reforço para a luta pela segurança para todos os ciclistas.

No dia 19 de agosto de 2006, Pedro tinha 25 anos quando foi atropelado e morto em Brasília, no Distrito Federal, enquanto pedalava no eixo sul. O carro que o atropelou estava em uma área onde era proibida a circulação de veículos e ainda estava em alta velocidade.

A lei de comemoração ao dia nacional do ciclista entrou em vigor em 2018, graças ao esforço dos pais de Pedro Davison e da ONG Rodas da Paz, que lutaram para a definição da data.

O dia nacional do ciclista é um dia de conscientização para reforçar a importância da implementação de medidas de segurança no trânsito que preservem a vida dos ciclistas.

Além disso, o dia também serve para ressaltar o papel dos ciclistas na sociedade, que levantam a bandeira de uma mobilidade urbana sustentável.

Infográfico Cultura do Grau

Por que as empresas precisam se importar com o deslocamento dos funcionários?

Não é novidade que a mobilidade urbana está mudando com a chegada de tantas alternativas para realizar o deslocamento.

Hoje é possível encontrar as bicicletas compartilhadas, aplicativos de carona, meios de transporte por assinatura e tantos outros.

Nos grandes centros urbanos, essa diversidade de opções facilitou bastante a vida de trabalhadores que precisam se deslocar de casa para o trabalho e vice-versa. Além de estarem contribuindo para acelerar as mudanças em prol de uma mobilidade sustentável.

Recentemente, com a urgência climática e sabendo do impacto que veículos automotores e seus combustíveis têm para o seu agravamento, o mundo começou a questionar a responsabilidade social das empresas.

Normalmente, os postos de emprego são concentrados em uma certa área central das cidades e, com isso, o engarrafamento no entorno tende a piorar, incentivando a alta da poluição.

Além de influenciar diretamente a qualidade de vida das pessoas, que passam horas e horas para se deslocarem do trabalho para a residência.

Ao colocar a responsabilidade do deslocamento também nas empresas através da criação do conceito de mobilidade corporativa, as empresas passam a ser responsabilizadas pelo impacto que causam com o deslocamento de seus funcionários até o local de trabalho.

Como alternativa, surgem também soluções que ajudam as empresas a assumirem uma estratégia e um posicionamento, estimulando seus funcionários na adesão a meios de transporte alternativos.

Desta forma, contribuindo também para uma mobilidade urbana mais sustentável!

Essas soluções ajudam a diminuir o número de viagens individuais, favorecendo caronas, adoção de horários flexíveis e incentivo ao uso de bicicleta como meio de transporte sustentável.

Veja os benefícios para empresas que incentivam o uso de bicicleta

O dia nacional do ciclista é uma data que serve para pensar na bicicleta não apenas de forma recreativa, mas também no seu benefício como meio de transporte para toda a sociedade.

Ou seja, pensar na sua importância dentro de culturas organizacionais, estimulando a redução do impacto ambiental negativo e dos engarrafamentos nos centros urbanos.

Isso porque as bicicletas são o meio de transporte mais sustentável, uma vez que não precisam de combustíveis e favorecem a saúde do funcionário.

Por esses dois fatores, é que a mobilidade sustentável é uma bandeira que as empresas precisam levantar.

Do ponto de vista econômico, as empresas também saem ganhando, uma vez que o incentivo à mobilidade ativa a melhora da qualidade de vida dos funcionários. Com isso, as taxas de absentismo tendem a cair, uma vez que os funcionários ficam mais saudáveis.

Outro fator relacionado é a produtividade. Pessoas mais ativas fisicamente têm menos propensão ao burnout e à fadiga mental!

E já é fato que hoje, cada vez mais funcionários tendem a analisar a buscar empresas que oferecem mais benefícios e que compartilham de valores semelhantes, como é o caso da sustentabilidade, qualidade de vida, otimização de tempo e produtividade.

Entenda a responsabilidade da empresa com o trajeto do funcionário

Vale lembrar que o dia 19 de agosto, dia nacional do ciclista, começou a ser celebrado depois da morte de um ciclista no trânsito.

Infelizmente os acidentes fazem parte da realidade dos ciclistas em todas as cidades, e com a crescente adesão à bicicleta por parte da população, vemos que os acidentes continuam acontecendo.

Alguns fatores como falta de infraestrutura, de treinamento de motoristas de ônibus ou automotivos em geral, ciclovias e sinalização adequada, acabam piorando os índices de acidente no trânsito envolvendo ciclistas.

É por isso que a sua empresa também precisa estar atenta para as responsabilidades quanto a esses possíveis acidentes de trajeto dos funcionários.

Estudo Acidente de Trajeto

O que mudou na lei sobre acidente de trajeto

Em 2020 houve uma mudança na lei, em que foi decretado o fim da Medida Provisória 905/2019 que vigorou entre 12/11/2019 a 20/04/2020, com isso o acidente de trajeto voltou a ser considerado acidente de trabalho.

Essa mudança faz com que os funcionários tenham direitos previdenciários dos trabalhadores acidentados no trajeto da residência para o trabalho e vice-versa.

Assim, comprovado o acidente de trajeto, a empresa precisa emitir a CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho) e encaminhar ao INSS (direito de auxílio doença acidentário), informando a necessidade de afastamento do funcionário por um tempo maior que 15 dias.

Durante o tempo de afastamento, o funcionário irá receber o auxílio acidentário e, uma vez de volta às atividades, ele contará com estabilidade de um ano no emprego, desde que não haja uma demissão por justa causa.

Para um país como o Brasil, com alto índice de acidentes de trabalho, fica clara a importância de reforçar a cultura de segurança no trabalho.

Isso pode ser feito através de treinamentos de segurança de trabalho, treinamentos sobre trânsito e uso da bicicleta adequadamente, dentre outros treinamentos personalizados para a necessidade da organização.

Inclusive, confira abaixo o vídeo que mostra um tipo de treinamento de motoristas de empresas de transporte e cargas, com o objetivo de estimular a empatia dos seus colaboradores com os ciclistas.

Treinamento de Motoristas de Passageiros e Cargas

Para que a empresa se torne responsável do ponto de vista da mobilidade corporativa, listamos algumas ações que podem ajudar a incentivar o uso de bicicleta entre seus funcionários:

  • Aplicar formulários para conhecer o padrão de deslocamento dos funcionários e os custos;
  • Disponibilizar uma frota de bikes para os funcionários;
  • Fazer uma ação coletiva de dia do ciclista para incentivar a ida ao trabalho de bike;
  • Calcular as emissões de gás-carbono que a sua equipe emite ao longo do mês de trabalho;
  • Implementar vestiários, duchas e armários;
  • Oferecer mapas com serviços próximos ao trabalho;
  • Garantir opção de estacionamento para bicicletas (bicicletários);
  • Flexibilizar o horário de trabalho da equipe;
  • Criar treinamentos personalizados para falar sobre mobilidade sustentável;
  • Prospectar descontos em lojas especializadas em bicicleta;
  • Organizar grupos de ciclistas para ajudar quem ainda não pratica.

Comece o quanto antes

Não é de uma hora para outra que você vai conseguir implementar todas essas mudanças e obter os resultados.

Mesmo assim, é válido lembrar que o dia nacional do ciclista é uma ótima oportunidade para você traçar um plano de gestão e melhorar a mobilidade corporativa da sua empresa.

Quer entender melhor como você pode investir em treinamentos para criar uma cultura de segurança dentro da empresa, tanto na parte de mobilidade quanto na área de segurança do trabalho? Então clique abaixo e converse agora com um dos nossos especialistas!