Treinamento e Desenvolvimento

Cultura de treinamentos nas empresas

Escrito por: Equipe Younder

Entenda como e por que uma cultura de treinamentos nas empresas pode beneficiar os colaboradores e os resultados de uma organização.

Você já reparou que muitas  empresas líderes de seus segmentos têm algumas características em comum? Uma das mais marcantes, quase sempre, é uma força de trabalho altamente engajada e integrada.

E um dos pontos chave para consolidar esse cenário é o investimento constante na consolidação de uma cultura de treinamentos e desenvolvimento humano nas empresas.

Afinal, colaboradores capacitados e atualizados alcançam melhores resultados e mais satisfação pessoal. Com isso, o trabalho passa a ter ainda mais propósito e o clima organizacional da empresa alcança um novo patamar.

E esse ambiente vai determinar diversos aspectos que vão desde a maior produtividade até a atração e retenção de talentos.

Cultura de treinamento em grandes empresas

Em sua declaração para o Comitê Judiciário da Câmara dos EUA, Jeff Bezos, o fundador da Amazon, gigante da internet que nasceu em 1994 e já se tornou umas das maiores empresas do mundo, fala sobre o foco no cliente e em como se antecipar aos desejos e aspirações do seu público.

Para ele é preciso ganhar a confiança do cliente “fazendo bem as coisas difíceis – entregando no prazo; oferecendo preços baixos todos os dias; cumprindo promessas; e tomando decisões baseadas em princípios.” E para fazer bem coisas difíceis, a cultura de treinamentos e desenvolvimento na empresa é, e sempre será, fundamental.

treinamento em grandes empresas

Neste post, vamos falar sobre como a cultura de treinamentos nas empresas pode beneficiar os colaboradores e os resultados de uma empresa e apontar alguns conceitos, recursos e estratégias amplamente utilizadas em treinamentos corporativos.

Por onde começar a implantação de uma cultura de treinamento nas empresas

Implantar uma cultura de desenvolvimento humano contínuo em uma empresa envolve antes de tudo uma decisão estratégica. É preciso estabelecer os objetivos a serem alcançados para se ter um norte do(s) tipo(s) de treinamento que a empresa necessita.

Um bom começo é um mapeamento das fraquezas operacionais. Onde estão as falhas humanas? Quem precisa ser capacitado e em que?

Uma vez determinadas as necessidades parte-se para o planejamento das capacitações. Será preciso definir os conteúdos e as metodologias, além de organizar os cronogramas de treinamento de acordo com as jornadas dos colaboradores para definir horários etc.

Leia também: Como criar a cultura de segurança nas empresas

Alinhando expectativas

Com uma cultura de desenvolvimento constante, a empresa tem instrumentos de definir suas expectativas. Da mesma forma, os colaboradores passam a ter clareza quanto às suas responsabilidades e quanto a cultura da empresa, os procedimentos, os protocolos, os costumes, enfim, como a empresa funciona.

Neste sentido, a cultura de treinamento ajuda a direcionar as expectativas de forma a desenvolver as posturas almejadas pela direção da empresa.

Cultura positiva de aprendizagem

Colaboradores mais capacitados são mais produtivos e autoconfiantes. Em uma empresa que valoriza o aprimoramento profissional dos colaboradores, o autodesenvolvimento se torna contagiante.

Uma cultura positiva de aprendizagem proporciona aos colaboradores um crescimento contínuo. Quando o desenvolvimento de colaboradores é uma política da empresa  a equipe tende a se tornar mais produtiva e desenvolver uma atitude positiva em relação ao trabalho.

Satisfação pessoal

A cultura de treinamento ajuda as equipes de uma empresa a crescerem constantemente. Um ambiente motivador e rico em conhecimento torna o colaborador mais seguro quanto a capacidade de exercer suas atribuições.

Ele passa a entender melhor seu papel no negócio e o impacto do seu trabalho para os resultados da empresa. E quando o profissional sabe como agregar valor ao seu trabalho, ele tende a estar mais satisfeito dentro da empresa.

Atraindo os colaboradores certos

Empresas que têm uma forte cultura de treinamentos costumam atrair os melhores talentos. Além de ostentarem os melhores resultados, o clima organizacional típico de empresas que valorizam o desenvolvimento humano faz brilhar os olhos dos melhores profissionais.

Nesse sentido, a empresa passa a ter os melhores candidatos concorrendo em seus processos de recrutamento.

Ambiente motivador

É importante criar um ambiente motivador. Isso compreende reconhecer e incentivar o autodesenvolvimento contínuo e dar condições para que os colaboradores apliquem o que aprenderam. Os programas de treinamento devem ser uma atividade contínua. E treinamentos eficazes são muito mais que uma sala de aula e uma apresentação.

Existe uma gama de metodologias que fazem dos treinamentos experiências significativas e empolgantes. Veja a seguir alguns aspectos para se ter em mente quando o objetivo é um treinamento realmente transformador:

Conheça alguns recursos para implementar a cultura de treinamento nas empresas

Modelo de Briefing de Treinamento

Para te ajudar criamos um modelo de briefing de treinamento para você baixar. Para isso basta preencher o formulário abaixo que encaminharemos no seu e-mail. 😉

As metodologias ativas em treinamentos corporativos

Entre as estratégias de ensino as metodologias ativas têm se destacado e já são amplamente utilizadas tanto no ensino formal como em cursos livres e treinamentos corporativos. São métodos que instigam o raciocínio do aprendiz a partir  da combinação de estímulos didáticos. 

Nas metodologias ativas são usados recursos de aprendizagem que proporcionam experiências significativas e, até mesmo, sensoriais a fim de alcançar a melhor assimilação.

Elas colocam o aprendiz no protagonismo do desenvolvimento de suas competências e da assimilação de conceitos e informações. E para isso, podem ser utilizados os objetos de aprendizagem, uma gama de recursos das quais vamos tratar a seguir.

Objetos de aprendizagem

Os objetos de aprendizagem são recursos, digitais ou não digitais, que dão suporte ao processo de ensino/aprendizagem. Alguns exemplos são os  podcasts, vídeos interativos, infográficos, fóruns online, e-books, entre outros.

Os objetos de aprendizagem são grandes aliados na criação de um planejamento pedagógico personalizado para as necessidades de cada organização.

Microlearning

Os treinamentos baseados em microlearning são caracterizados pela brevidade. São conteúdos apresentados em diferentes formatos como textos, vídeos, áudios, jogos e desafios ou mesmo testes. Seja qual for o formato, a característica fundamental do microlearning é o tempo curto.

É ideal para treinamentos corporativos pois sua característica principal, a brevidade de cada módulo, pode ser muito conveniente para os colaboradores, sobretudo aqueles com agendas mais cheias.

Lifelong learning

A atitude que ficou convencionada como “lifelong learning” – ou aprendizado ao longo da vida – é uma postura em que o indivíduo está constantemente em busca de conhecimento e autodesenvolvimento. Como falamos acima, empresas que têm a cultura treinamentos no DNA tendem a atrair este tipo de profissional, o que se reflete nos resultados.

Afinal, um clima organizacional onde as pessoas são focadas em desenvolvimento de competências, vai, naturalmente, resultar em um alto nível de eficiência.

Conclusão

Esperamos que este post tenha sensibilizado você quanto a importância de fazer dos treinamentos e capacitações uma rotina na empresa. A implantação de uma cultura de desenvolvimento de pessoal não é uma tarefa fácil. Depende do engajamento de diversos setores da organização. Mas isso não quer dizer que seja impossível.

Afinal, os resultados são tão sólidos que fazem valer a pena qualquer esforço.

Aqui na Younder, a nossa equipe de produção de conteúdo para cursos, é especializada em desenvolver experiências inovadoras para treinamentos corporativos.

Clique aqui para falar com um dos nossos especialistas e entender como podemos te ajudar em projetos educacionais corporativos.