Gestão de Frotas

Carro elétrico no Brasil: vantagens e desvantagens de ter uma frota elétrica

Escrito por: Equipe Younder

Nos últimos anos, os veículos elétricos se tornaram prioridade em alguns países e têm ganhado mais força também no mercado brasileiro.

Os carros elétricos surgiram como uma opção sustentável para diminuir a utilização de automóveis que se alimentam de combustíveis feitos com recursos naturais não renováveis. Além de serem mais econômicos quando o assunto é combustível. 

Nos últimos anos, os veículos elétricos se tornaram prioridade em alguns países e têm ganhado mais força também no mercado brasileiro.

Porém, optar por ter uma frota elétrica no Brasil ainda é um desafio, pois o carro elétrico possui um valor mais elevado em comparação com os carros convencionais. Mesmo assim, é uma ideia a se pensar, visto que em breve esses valores tendem a cair com o aumento da produção do modelo.

Separamos alguns pontos sobre as vantagens e desvantagens de utilizar o carro elétrico no Brasil para você entender melhor qual a situação desse modelo no mercado atualmente.

Saiba como funciona o carro elétrico

Como o seu próprio nome já sugere, o carro na versão elétrica é movido apenas pela eletricidade. Podendo ter um ou mais motores, os veículos dependem da energia armazenada nas baterias para funcionar. 

Portanto, os carros elétricos funcionam através da corrente elétrica e dependem exclusivamente do trabalho em conjunto de quatro itens importantes: 

  1. Bateria recarregável que armazena a energia elétrica;
  2. Inversor para converter a corrente elétrica em corrente alternada;
  3. Motor de indução para fazer o carro funcionar;
  4. Sistemas de recuperação de energia para garantir o pleno funcionamento do veículo.

Resumo do panorama do carro elétrico no Brasil 

Apesar dos desafios para o aumento da frota de carros elétricos no Brasil, os veículos vêm conquistando o seu espaço no mercado nos últimos anos.

Ressaltamos o boom dos carros elétricos no exterior em meados dos anos 1990, mas a invenção chegou anos antes aqui no Brasil.

Em 1974, o engenheiro João Conrado do Amaral Gurgel trouxe uma ideia do carro elétrico no Brasil com a criação de um protótipo chamado de Itaipu. No entanto, o modelo não passou de um teste experimental, chegando a ter poucas unidades vendidas. 

De lá para cá, muitas inovações aconteceram com os veículos elétricos, inclusive a chegada dos carros híbridos.

No entanto, o gargalo do Brasil em relação ao avanço na produção dos carros elétricos permanece bem semelhante aos problemas dos anos passados. 

Os investimentos altos para o processo de fabricação e venda da frota elétrica sempre se apresentou como um dos maiores desafios para possibilitar o aumento do número de veículos elétricos nas ruas brasileiras.

Especialistas apontam que o investimento no setor através de incentivos e benefícios fiscais para a fabricação de veículos elétricos no Brasil seria uma alternativa viável para estimular a fabricação dos carros em todo o território nacional e, posteriormente, aquecer este mercado. 

Blog Ebook Guia de Aulas Práticas

Vantagens x desvantagens do carro elétrico

Se você pensa em investir em uma frota de veículos elétricos, é fundamental fazer uma análise detalhada para elencar todas as vantagens, bem como as desvantagens oferecidas por esse tipo de automóvel. Conheça algumas a seguir! 

Vantagens 

Sustentabilidade

Por não ter combustíveis de origem fóssil, o carro elétrico não é poluente, pelo menos, não de forma direta. O veículo movido a bateria quando está em circulação não libera gases tóxicos na atmosfera, contribuindo com a redução dos poluentes da sua empresa.  

Porém, ao contrário do que muitos pensam, o carro elétrico também polui, só que em bem menos quantidade.

Neste caso, a poluição se concentra durante a fabricação dos veículos – ainda com a vantagem de concentrar o nível mais baixo de poluição e distante dos centros urbanos.

Eficiência

Em comparação com os automóveis de motor a combustão, cujo desempenho é de aproximadamente 35%, a performance do carro elétrico segue disparada e chega em até 95% de eficiência na utilização.  

A sua alta performance garante uma direção sem muitos empecilhos e em total segurança, proporcionando uma ótima experiência para quem ama se aventurar na direção.

Manutenção

Os carros elétricos apresentam baixo custo de manutenção uma vez que seu motor não possui necessidade de realizar trocas de óleo, água ou correias, por exemplo, que são gastos frequentes com a frota. 

O carro elétrico se movimenta somente com uma bateria recarregável, dispensando a necessidade de utilizar outras peças que geram custos periódicos de manutenção.

Economia de combustível

O Brasil é um dos principais produtores de energia com recursos renováveis no mundo inteiro. Desta forma, as diversas maneiras de produzir energia limpa e totalmente sustentável no Brasil se apresentam como uma grande vantagem na hora de optar pelo carro elétrico.  

No geral, a energia elétrica acaba sendo mais barata nas grandes cidades, se compararmos com as altas constantes no preço do combustível. Neste caso, a economia que a bateria elétrica possibilita pode chegar a ser de até 90% em comparação com o motor combustível comum.

Uma vez que a gasolina está cada vez mais cara, o investimento em um carro elétrico pode ser mais vantajoso visto a economia a longo prazo.

Silencioso

Se comparado com os carros tradicionais, o carro elétrico é muito mais silencioso. Por não possuírem motor à combustão, o seu funcionamento é quase que imperceptível de ser escutado.

Com uma direção silenciosa, utilizar o carro elétrico também colabora com a diminuição da poluição sonora nas ruas e avenidas.

Menos impostos

Além de uma considerável redução no gasto de combustível, o carro elétrico também tem custos menores em relação a alguns impostos, como exemplo, o temido Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Além disso, o Imposto de Importação para veículos elétricos foi zerado em 2014 pelo Governo Federal.

Ou seja, incentivar a menor tributação dos carros elétricos no Brasil, que já possuem preços bem altos, possibilita um atrativo a mais para aqueles consumidores que ainda estão indecisos sobre o investimento, além de facilitar as condições de compras para quem deseja montar uma frota de veículos elétricos.

Desvantagens

Preço 

O preço do carro elétrico no Brasil ainda é um desafio a ser superado para o futuro.  Isso porque os modelos disponíveis no mercado possuem um preço superior aos modelos equivalentes movidos por gasolina ou álcool. 

Mas, apesar dos benefícios fiscais, o valor final acaba não sendo muito atraente para a maioria que deseja comprar um carro elétrico no Brasil: o modelo mais barato custa, em média, R$ 120 mil.

E o principal motivo de ser esse valor é o alto custo de fabricação da bateria utilizada no automóvel.

Autonomia

Por mais que haja esforços para solucionar este tipo de problema, a baixa autonomia dos carros elétricos ainda é um entrave. 

Por exemplo, percorrer a distância equivalente a ir do Rio de Janeiro à São Paulo fica inviável sem que haja pelo menos uma recarga na bateria, que pode durar muitas horas.

Sendo assim, os modelos elétricos ainda estão bastante restritos ao contexto urbano, sem percorrer longas distâncias. 

Recarga de bateria

As baterias dos carros elétricos demandam muitas horas até serem completamente recarregadas.

Para que carros elétricos ganhem cada vez mais as ruas no futuro, é necessário ampliar uma infraestrutura que seja capaz de atender a demanda pelas recargas de bateria dos automóveis com facilidade e mais praticidade. 

Poucas opções disponíveis atualmente

Apesar do aumento de empresas interessadas em fabricar e vender a frota de veículos, as opções disponíveis no mercado ainda são relativamente baixas, o que não contribui com a popularização dos modelos. 

Vale a pena ter um carro elétrico?

Com uma consciência ambiental que só cresce, e o valor da gasolina que se encontra exorbitante, a tendência é de que os carros a combustão sejam menos fabricados, abrindo espaço para a frota elétrica.

Neste caso, empresas que possuem uma frota elétrica podem sair na frente no quesito inovação e sustentabilidade.

Isso porque um cenário generalizado de substituição da frota se anuncia no mundo inteiro. No Brasil, segundo o Projeto de Lei PLS 304/2017 do senador Ciro Nogueira (PP-PI), aprovado em 2020 pelo senado, a partir de 2030 a venda de veículos novos movidos a combustíveis fósseis no Brasil será proibida. 

Por esta razão é essencial ficar de olho nas ofertas e no mercado de veículos elétricos para os próximos anos!

Quer entender mais sobre carros elétricos ou busca capacitar sua frota com treinamentos eficientes? Clique no botão abaixo e fale com um especialista da Younder!