Treinamento e Desenvolvimento

Avaliação de reação de treinamento: o que fazer para alcançar os resultados esperados

Escrito por: Equipe Younder

Esse tipo de avaliação é fundamental, pois serve para colher as percepções de quem passou pela experiência do curso, e desta forma, você consegue colher dados para melhorar cada vez os treinamentos para sua equipe.

Será que você está realizando uma avaliação de reação de treinamento de forma eficiente na sua empresa?

Esse tipo de avaliação é fundamental, pois serve para colher as percepções de quem passou pela experiência do curso, e desta forma, você consegue colher dados para melhorar cada vez os treinamentos para sua equipe.

Para os gestores, é sempre um desafio obter feedbacks sinceros sobre os pontos fracos e pontos fortes dos treinamentos, mas essa etapa é essencial para que estes colham resultados como aumento do engajamento da equipe, qualificação e melhoria de performance.

Neste artigo, você vai ver o que considerar na hora de criar um modelo de avaliação de reação de treinamento eficiente para sua empresa. Continue lendo para conhecer o processo!

Saiba o que é a avaliação de reação de treinamento

A avaliação de reação de treinamento faz parte do Modelo Kirkpatrick de avaliação, que foi criado por Donald Kirkpatrick em meados da década de 90 e está registrado em 3 de seus livros sobre aprendizado no local de trabalho e avaliação de desempenho: Evaluating Training Programs, Transferring Learning to Behavior e Implementing the Four Levels.

Nos Estados Unidos, Donald Kirkpatrick foi professor na Universidade de Wisconsin e presidente da Sociedade Americana de Treinamento e Desenvolvimento (ASTD), mas seus conhecimentos em treinamentos se espalharam pelo mundo inteiro.

Na verdade, é interessante entender que a avaliação de reação de treinamento é o primeiro de 4 níveis de avaliação do método Kirkpatrick.

Os outros 3 tipos de avaliação são: avaliação de aprendizagem, avaliação de comportamento e avaliação de resultados.

O ponto de vista a ser considerado na avaliação de reação é o de quem recebe o treinamento, ou seja, no caso de programas de Treinamento e Desenvolvimento (T&D), é a opinião dos funcionários da empresa que participam que mais importa.

A aplicação da avaliação ajuda a mensurar a percepção dos funcionários sobre aspectos como o tema escolhido, a plataforma ou o local de treinamento, assim como o desempenho do instrutor do curso.

A “reação” que você precisa avaliar é a reação à proposta do treinamento. Isso serve para compreender os pontos fortes e os pontos fracos da estrutura oferecida e também ajuda a fazer a correlação entre a percepção dos funcionários sobre o treinamento e os resultados obtidos pela empresa posteriormente em sua performance.

Agora que você já entende a relevância da avaliação de reação de treinamento e a contribuição dela para alcançar os resultados esperados, confira dicas para fazer uma avaliação eficaz.

Modelo de Briefing para Treinamento

Veja como fazer uma avaliação de reação eficaz em 4 etapas

Para facilitar o processo de avaliação de reação de treinamento, você pode aplicar formulários, aliados à promoção de uma cultura de incentivo a feedbacks e contribuições espontâneas da equipe para a melhoria de qualquer aspecto da empresa.

Abaixo confira 4 etapas para aplicar uma avaliação eficaz e algumas ideias de perguntas que podem ser feitas após o treinamento para facilitar o seu trabalho na hora do desenvolvimento de novos cursos.

1) Avalie o nível de interesse

Antes de aplicar qualquer treinamento, é importante que essa decisão não seja feita apenas para cumprir um protocolo. Todo programa precisa ter um objetivo claro e ser relevante para o desenvolvimento dos membros da equipe.

Então, o primeiro ponto a ser considerado é o quanto os funcionários ficaram interessados pelo tema do treinamento. Certamente, para que o nível de interesse seja alto, é preciso que o propósito por trás do tema esteja claro, bem como as expectativas da gestão com isso.

Dessa forma, as pessoas que participarem do treinamento poderão opinar quanto à relevância do tema para o seu dia a dia ou desenvolvimento.

Já do ponto de vista prático, é importante que os funcionários que participarem expressem sua reação em relação ao treinamento. Você pode fazer isso, por exemplo, implementando um questionário. Considere as dicas de perguntas abaixo para se basear nesta etapa da avaliação.

Perguntas:

  1. Antes do treinamento, você considerava que tinha conhecimento suficiente sobre o tema?
  2. Você consegue enxergar a correlação entre o tema do treinamento com o seu dia a dia na empresa?
  3. A profundidade do conteúdo foi suficiente para atender suas expectativas?
  4. Você acredita que seus colegas estavam de fato interessados no tema?
  5. Acredita que esse assunto é importante no contexto da nossa empresa?

2) Analise a performance do instrutor

Quando você optar por terceirizar um treinamento corporativo, é importante avaliar o quanto o instrutor ou a instrutora estão capacitados para aplicar o programa escolhido.

Alguns aspectos que dizem respeito à performance do instrutor vão ser decisivos para o aproveitamento do conteúdo por parte da equipe. Por exemplo, a didática, a eloquência, o nível de conhecimento teórico, a experiência, além dos recursos que são usados para passar o conhecimento.

Investir em tecnologias é um ótimo caminho para potencializar o aprendizado da sua equipe e melhorar o seu engajamento, e também é importante perceber que, além do formato, a dinâmica e capacidade do instrutor tem relação direta com o sucesso do treinamento.

Para conseguir captar as percepções da equipe, é válido questionar aspectos como a interação didática. Confira algumas perguntas para basear a sua avaliação de reação ao treinamento na etapa de análise da performance do instrutor.

Perguntas:

  1. Você acha que o instrutor conseguiu explicar bem o assunto e sanar dúvidas?
  2. A dinâmica do treinamento foi suficientemente interativa? Deu conta das suas expectativas?
  3. Acredita que a plataforma e os recursos ofertados deram o suporte necessário ao instrutor?
  4. Em quais pontos o instrutor pode melhorar?
  5. O instrutor passou segurança sobre o que estava falando?
  6. Se você precisasse tirar alguma dúvida sobre este tema, pensaria nele como referência para te ajudar?

3) Veja o nível de participação dos seus colaboradores

Um ponto sensível da avaliação de reação ao treinamento é captar o real nível de engajamento e interesse de cada pessoa.

Isso porque é possível que muitos não se sintam à vontade para criticar a empresa, isso depende da cultura, é claro, mas acaba sendo bem comum no mundo corporativo.

Dificilmente uma pessoa da equipe vai ser sincera o bastante para dizer que o treinamento foi chato, embora a pessoa até possa registrar isso num formulário anônimo. Por isso, é válido ir além, buscando colher sugestões e entender quais elementos podem melhorar para aumentar o nível de engajamento e participação.

Uma dica para esta etapa é pedir para que os funcionários avaliem o clima de engajamento e o nível de interesse dos colegas e da equipe como um todo. Assim, você consegue respostas mais sinceras, uma vez que a pessoa não precisará dizer que ela mesma não estava interessada, se esse for o caso.

Abaixo seguem algumas perguntas que podem ajudar a medir mais assertivamente o retorno do engajamento do treinamento:

  1. Você acredita que o treinamento conseguiu atrair a atenção de todo mundo da equipe?
  2. Em algum momento você sentiu vontade de participar, mas sentiu vergonha?
  3. Você gostaria que seus colegas tivessem participado mais com dúvidas e comentários?
  4. Você considera que houve incentivo à participação? Se sim, acha que foi efetivo?
  5. Por que você acha que as pessoas não interagiram?

4) Ofereça liberdade de resposta para o colaborador

Na hora de avaliar o treinamento, você precisa estar atento para não limitar as percepções dos colaboradores e nem induzir uma avaliação positiva.

Se você realmente deseja entender a efetividade dos treinamentos como recurso para engajar a equipe e melhorar os resultados da empresa, é preciso abrir espaços para que cada pessoa da equipe contribua com sua opinião.

Aqui no artigo você viu várias sugestões de perguntas abertas para a avaliação de reação de treinamento.

Claro que várias das perguntas podem incluir a avaliação de aspectos com notas de 0 a 10, por exemplo, mas você precisa de perguntas abertas para fazer uma avaliação de reação ao treinamento efetiva.

E uma ótima opção é deixar que o colaborador responda o formulário anonimamente.

Entenda a avaliação de reação do treinamento como parte de um processo

Esse é o primeiro de 4 níveis de avaliação de treinamentos que, se realizado de forma efetiva, pode trazer insights para que a sua empresa melhore cada vez mais seus treinamentos e performance.

A análise de resultado é essencial para conseguir absorver todos os dados que foram coletados e poder desenvolver treinamentos mais personalizados e eficientes.

Aumente o engajamento da sua equipe com treinamentos corporativos personalizados. Clique no botão abaixo para conversar com um especialista!