Treinamento equipes técnicas

As metodologias ativas e a tecnologia

Escrito por: Carlos Bafutto

A transformação digital das últimas décadas impactou todas as áreas, no setor de treinamento, não foi diferente! Veja como as metodologias ativas e a tecnologia se complementam na aplicação dos treinamentos corporativos.

Já falamos sobre as metodologias ativas de ensino e como elas são aliadas em treinamentos de equipes técnico-operacionais.

E se as metodologias ativas estão entre as práticas mais importantes para atingir os objetivos de um treinamento, elas contam com um pilar fundamental para sua melhor aplicação: a tecnologia.

Neste post vamos demonstrar como a tecnologia pode ser uma forte aliada na construção de experiências de aprendizagem ativa em treinamentos.

A importância da tecnologia como aliada do aprendizado

A tecnologia tem sido responsável por verdadeiros saltos na educação pois proporciona uma infinidade de recursos e possibilidades que enriquecem o processo de aprendizagem.

Tanto que já existe até um termo para isso: Technology Enhanced Learning – TEL ou “aprendizagem aprimorada pela tecnologia”.

O termo  é usado para descrever a aplicação da tecnologia no processo de ensino e pode se caracterizar por qualquer tecnologia que aprimora a experiência de aprendizagem. 

A tecnologia vem transformando a aprendizagem além de permitir, em muitos casos, que os alunos aprendam em seu próprio ritmo e de acordo com suas habilidades e necessidades.

E os instrutores também se beneficiam, pois ganham tempo e contam com funcionalidades para trabalhar individualmente com cada aprendiz.

Alguns benefícios do uso da tecnologia nas metodologias ativas:

  • A tecnologia está no cotidiano das pessoas

Atualmente muito do que fazemos está de alguma forma conectado à tecnologia. Nesse cenário é praticamente impossível pensar em questões como produção em escala, logística e transportes sem o uso de recursos tecnológicos.

Com isso, familiarizar os colaboradores se torna uma condicionante da eficiência e da segurança.

  • A tecnologia amplia as possibilidades de aprendizagem

Ao integrar a tecnologia ao aprendizado, os instrutores não estão mais limitados a livros didáticos e aulas expositivas tradicionais. Os participantes do treinamento passam a contar com recursos audiovisuais e aprendizagem interativa.

A combinação desses métodos na construção de uma estratégia didática de metodologias ativas de ensino pode – e vai – fazer toda a diferença. Todo o processo se torna mais envolvente e prático.

  • A tecnologia aumenta o engajamento do aprendiz

Um dos grandes desafios do design instrucional é manter o interesse e a atenção do aprendiz. Nos métodos tradicionais de ensino essa costumava ser uma tarefa inglória.

A tecnologia aliada às metodologias ativas de ensino pode tornar até os conteúdos mais áridos em experiências envolventes que ajudarão os participantes de um treinamento a manter o foco.

O papel do instrutor como mediador do uso da tecnologia

O uso da tecnologia na aplicação de metodologias ativas requer um planejamento criterioso para fazer sentido. O instrutor precisa  entender como determinado recurso tecnológico potencializa o processo de aprendizagem do aprendiz.

O instrutor deve saber identificar também quando utilizar os recursos tecnológicos para proporcionar a melhor assimilação. É importante destacar que a tecnologia deve ser um meio de aprendizagem e não um fim, e, por isso, cabe ao instrutor fazer a mediação entre a tecnologia, o conteúdo e o aluno.

Vamos a alguns exemplos práticos: o instrutor deve auxiliar o aprendiz no uso das ferramentas tecnológicas usadas no treinamento.

Sejam elas ferramentas mais específicas como uma plataforma EAD, um Simulador de Direção e vídeos interativos, ou mesmo, outras tecnologias de informação e comunicação (TICs).

As TICs são ferramentas de  uso geral que facilitam muito a interação, a troca de arquivos, as pesquisas. Veja abaixo algumas delas:

Google Classroom

Também conhecido como Google Sala de Aula, possibilita a criação de turmas, distribuição de tarefas, além de novas formas de comunicação e organização. Foi desenvolvido  de forma colaborativa com professores e oferece ferramentas de produtividade que incluem e-mail, documentos e armazenamento.

Zoom

Serviço de videoconferência usado para reuniões por vídeo, áudio ou ambos. Ele permite gravar essas sessões para visualização posterior. Sua versão paga hospeda até 500 participantes. Já o plano gratuito permite videoconferências de até 40 minutos com até 100 participantes.

Dropbox

Software de gerenciamento eletrônico de documentos on-line para uso individual ou entre equipes. Trata-se de um repositório de documentos na nuvem que tem o objetivo de simplificar a organização de arquivos digitais. Permite a criação de um backup de qualquer arquivo, pasta ou disco rígido em um local de armazenamento externo.

Microsoft Whiteboard

Lousa digital onde diversos usuários podem escrever ao mesmo tempo, ainda que não estejam no mesmo local. A ferramenta permite que o usuário selecione objetos para movê-los, recortá-los e copiá-los.

Younder Learning Content Management System

Software utilizado para criação e gerenciamento de conteúdo de cursos e treinamentos EAD. Trata-se de uma plataforma digital de ensino que dispõe de dois ambientes: Younder Pro e Classroom. O primeiro engloba configurações e dashboards e, o segundo, visualização e ferramenta de criação de conteúdo.

A plataforma é completamente customizável de acordo com as necessidades da empresa e permite a criação ilimitada de cursos em diferentes formatos, com recursos de áudio e vídeo.

Além disso, permite aplicação de avaliações online, como simulados de direção por exemplo, com contagem de tempo, nota de corte e banco randômico de questões.

Os administradores do treinamento contam com automação de listas de e-mail para que possam programar o envio de notificações, lembretes e até conteúdos para participantes.

Dito isso, o instrutor deverá saber se organizar dentre tantos recursos para possibilitar a otimização do processo de aprendizagem por meio da tecnologia.

Ele deverá também ter em ter em mente a modalidade do curso que pode ser presencial, a distância (EAD) ou um misto das duas modalidades.

Clique aqui para saber mais sobre o nosso LCMS.

Metodologias ativas e a tecnologia digital em treinamentos

Em meio a tantas tecnologias a escolha das ferramentas mais adequadas para um treinamento vai depender de diversos fatores.

Veja a seguir alguns exemplos de ferramentas que são grandes aliadas na criação de um planejamento personalizado de metodologias ativas.

  • Vídeos interativos: São produções audiovisuais que permitem a participação do espectador e têm o objetivo de reproduzir situações em que o  usuário participe por meio da tomada de decisões.
  • Fóruns online: São espaços virtuais onde os participantes se reúnem para debates, troca de experiências etc.
  • Simuladores de direção: Combinação entre software e hardware para aumentar a sensação real de conduzir veículos.
  • Biblioteca Digital:  conjunto de objetos de informação, estruturado e organizado para ser apresentado aos usuários com informação disponível de forma direta ou indireta por meio digital.
  • Tecnologias imersivas: As tecnologias imersivas também são importantes recursos de metodologia ativas. Elas possibilitam ao usuário a experiência prática do que foi ensinado na teoria.

Para isso, são usadas tecnologias de Realidades Aumentada (AR), Mista (MR) e Virtual (VR), além de Simuladores e Vídeos Interativos.

  • VR – Realidade Virtual: tecnologia de interface entre o usuário e um sistema operacional por meio de recursos gráficos 3D ou imagens 360º com o objetivo de criar a sensação de presença em um ambiente virtual.
  • AR – Realidade Aumentada: Sobrepõe (complementa) o mundo físico com elementos digitais.
  • MR – Realidade Mista: Sobrepõe o mundo físico com elementos digitais. Entretanto, em forma de hologramas e com a possibilidade de interação.

Com todos esses recursos as metodologias ativas de ensino ficam ainda mais motivadoras e abrangentes. O uso inteligente e fundamentado da tecnologia pode transformar treinamentos em experiências transformadoras para o aprendiz.

Nas metodologias ativas a tecnologia deve ter propósito 

O uso da inteligente da tecnologia no processo de ensino, exige planejamento didático visando o que chamamos de “inteligência pedagógica”. É aí que entram os profissionais de design instrucional.

São especialistas habilitados para implementar a adaptação da aplicação de recursos tecnológicos a treinamentos de forma a otimizar a assimilação dos participantes. 

Parte do trabalho desses profissionais é reunir recursos tecnológicos de forma inteligente e disruptiva. Assim podem-se alcançar resultados que proporcionem escalabilidade aos objetivos de um treinamento. 

É importante destacar que a combinação dos recursos deve ser definida de acordo com um diagnóstico preliminar que irá apontar a melhor estratégia de ensino para as necessidades da frota.

Conte com a Younder para ficar por dentro do que há de mais moderno e eficaz em soluções pedagógicas. Clique aqui e fale com um dos nossos especialistas.