Treinamento para frotas

Programa de treinamento para frota: conheça os melhores recursos

Escrito por: Carlos Bafutto

Construir um programa de treinamento eficaz para uma frota requer conhecer os desafios e problemas do cotidiano dos condutores. Isso quer dizer que é preciso entender as necessidades de aperfeiçoamento do time e como cada colaborador assimila melhor o conteúdo. 

Somente a partir dessas informações será possível criar um curso capaz de personalizar a experiência de aprendizagem.

Quer saber como? Acompanhe esse post e saiba como usar a tecnologia a favor do seu treinamento.

1 – É possível personalizar a experiência de aprendizagem?

treinamento personalizado para frota

Sim, é possível e muito aconselhável! Um bom planejamento de um programa de treinamento para frota começa a partir das avaliações de desempenho e dos indicadores de qualidade da frota.

São eles que darão ao gestor da frota subsídios para identificar os condutores que mais precisam de capacitação e, quais suas necessidades de aprendizagem para realizar um bom diagnóstico de necessidade de treinamento.

É muito importante para o gestor entender os desafios desses condutores para então selecionar as ferramentas didáticas mais adequadas. 

Entretanto, há mais aspectos sobre a aprendizagem que podem fazer toda a diferença quando observados.

2 – Entenda o que são perfis de aprendizagem

perfis de aprendizagem

Cada pessoa tem uma forma de assimilação dominante, ou seja, um perfil de aprendizagem. Esse perfil determina como o indivíduo assimila melhor as informações com as quais se depara.

Na Pedagogia os perfis de aprendizagem são apresentados de formas diferentes. Vamos tratar aqui da metodologia mais difundida entre pedagogos e outros especialistas.

Nela são consideradas três perfis: auditivo, visual, cinestésico. Todos nós somos capazes de reter conhecimentos a partir de estímulos nesses três formatos, no entanto, cada indivíduo tem predisposição a aprender melhor com um deles.

A seguir, vamos identificá-los e apontar algumas estratégias pedagógicas:

  • Perfil Visual: os indivíduos desse grupo assimilam melhor os estímulos recebidos visualmente. Isso quer dizer que é a partir da visualização das imagens, que estabelecem melhor as relações entre ideias e conceitos, pois possuem uma memória fotográfica mais forte. No entanto, têm facilidade de se distrair  em ambientes com excesso de informação e poluição visual. Geralmente essas pessoas visualizam mentalmente um mapeamento do conteúdo a elas apresentado. Uma estratégia para o melhor aprendizado desses indivíduos é o “mapa mental”. Trata-se de uma  espécie de diagrama sistematizado que usa como artifícios cores, fluxogramas e infográficos que mapeiam os conceitos e ideias de determinado assunto. Outra ferramenta eficaz para esses indivíduos é a apresentação de vídeos explicativos.
  • Perfil Auditivo: Neste grupo, os indivíduos assimilam melhor estímulos recebidos oralmente. Algumas das estratégias mais efetivas para a boa assimilação deste grupo são podcasts, grupos de estudo, debates, mnemônicos (esquemas de palavras ou frases que ajudam na memorização), leitura em voz alta, entre outras.
  • Perfil Cinestésico: Neste grupo o aprendizado se dá majoritariamente pela ação. As pessoas desse perfil têm dificuldades em aprender só com a teoria. Para esse perfil de aprendizagem algumas das melhores estratégias didáticas incluem gamificação, dinâmicas em grupo, resolução de cases reais, simuladores ou mesmo simplesmente copiar o conteúdo o que pressupõe estar envolvido numa ação em vez de estar parado como mero ouvinte ou espectador.

3 – Como atingir diferentes perfis de aprendizagem?

Como atingir diferentes perfis de aprendizagem

Se cada pessoa tem um dos três perfis de aprendizagem, como fazer um bom programa de treinamento para frota em que todos tenham o melhor proveito juntos? 

Isso é possível graças às tecnologias que proporcionam estímulos para todos os perfis. Para isso, contamos com plataformas digitais que reúnem recursos multimídia como imagens, vídeos, textos, podcasts, fóruns, dinâmicas em grupo, gamificação, entre outros. 

No caso de treinamentos para motoristas, somam-se a este arsenal de ferramentas os simuladores de direção que proporcionam ao motorista a experiência de diferentes situações com riqueza de detalhes. Os simuladores permitem aos alunos/motoristas vivenciar, em um ambiente seguro e controlado, condições que seriam de alto risco no mundo físico.

4 – Selecione os melhores recursos para o treinamento da sua equipe

simulador de caminhão para treinamento

Em meio a tantas tecnologias para treinamento de motoristas a escolha das ferramentas a serem utilizadas dependerá de fatores que vão desde a forma como a sua equipe gosta de aprender até os recursos mais adequados para cada parte do treinamento.

Essa será a sua chance de configurar o curso com diferentes estímulos de forma a torná-lo eficaz para todos os colaboradores. E, para isso, vamos utilizar o que a Pedagogia moderna chama de “Objetos de Aprendizagem”. Graças a eles é possível também criar estratégias customizadas para cada aluno.

O que são objetos de aprendizagem?

O que são objetos de aprendizagem?

Objetos de aprendizagem são definidos como algo que pode ser usado, reutilizado ou referenciado durante a execução de suporte tecnológico ao processo de ensino/aprendizagem.

Como exemplos podemos destacar: aprendizagem interativa, sistemas instrucionais por meio de computadores, educação a distância (EAD) e ambientes de aprendizagem colaborativa. Todos esses objetos de aprendizagem contam com ferramentas para torná-los possíveis. Vamos a elas…

Ferramentas

Veja a seguir alguns exemplos de ferramentas que são grandes aliadas na criação de um planejamento pedagógico personalizado para as necessidades de cada empresa.

  • Podcasts: São conteúdos em forma de áudio armazenados em arquivos digitais para que o aluno escute quando quiser. Podem ser palestras, entrevistas, bate-papos ou simplesmente áudio-aulas.
  • Vídeos interativos: São produções audiovisuais que permitem a participação do espectador e têm o objetivo de reproduzir situações em que o  usuário participe por meio da tomada de decisões.
  • Infográficos: São  representações visuais de informações, ou seja,  uma apresentação com imagens, gráficos, textos etc, dispostos de forma a dar uma visão geral e facilitar o entendimento de determinado assunto.
  • Flashcards: São cartões que auxiliam no resumo e assimilação de determinado conteúdo. Trata-se de um método que funciona através da repetição, associação e memorização, em prol da aprendizagem. 
  • Fóruns online: São espaços virtuais onde as pessoas se reúnem para debates, troca de experiências etc.  
  • E-books: São livros ou apostilas em formato digital que podem ser acessados e compartilhados por meio de computadores, celulares e outros dispositivos.
  • Simuladores de direção: Combinação entre software e hardware para aumentar a sensação real de conduzir veículos.
Conclusão

Com todos esses recursos o processo de ensino se torna motivador e abrangente para pessoas de todos os perfis de aprendizagem. Uma planejamento de programa de treinamento para frotas elaborado com sabedoria, que lança mão de todas essas possibilidades, torna o treinamento um divisor de águas para a sua equipe de condutores.

Leia também

Conte com o time de especialistas da Younder EdTech: clique aqui e deixe o seu contato para pedir ajuda para montar o seu programa de treinamento para frota.