Gestão de Frotas

Higienização automotiva da frota: quando é preciso fazer

Escrito por: Equipe Younder

A higienização automotiva consegue manter a segurança dos motoristas e usuários, manter o conforto e, também, uma estética automotiva que condiz com o profissionalismo da empresa.

Fazer a higienização automotiva da frota é essencial, tanto para cuidados com a saúde do colaborador, quanto para a preservação do patrimônio da empresa. 

Você já notou como os clientes estão prestando muito mais atenção em temas como saúde e higiene após a covid-19? Os transportes precisam estar bem cuidados pela saúde dos colaboradores, mas também pela boa reputação da marca no mercado.

Quer saber mais sobre a higienização de veículos? Acompanhe essa postagem e entenda a importância desse serviço na frota e de quanto em quanto tempo é preciso fazer. Boa leitura!

Saiba o que é a higienização automotiva 

Lavar o carro é muito comum para as pessoas, principalmente o lado externo. Por isso, quando falamos em higienização, esse deve ser o imaginado popularmente. 

Mas, na verdade, a higienização automotiva é muito mais do que apenas lavar o carro, já que é profunda e sistemática. Ela pretende retirar resíduos e, de fato, desinfectar o veículo, livrando a sua parte interna de fungos, ácaros, bactérias etc.

Esse ato, que parece tão básico, consegue manter a segurança dos motoristas e usuários, manter o conforto e, também, uma estética automotiva que condiz com o profissionalismo da empresa.

De quanto em quanto tempo é indicado manter a higienização 

Não existe um tempo rígido, pois diversos fatores influenciam na limpeza de um automóvel. Cada veículo e situação vão determinar o tempo ideal.

Também deve ser analisado quantas pessoas usam o veículo e em quanto tempo ele costuma ser usado, pois assim é possível criar um calendário específico para fazer a higienização.

É preciso analisar se há consumo de alimentos ou bebidas, transporte de materiais diversos no banco, fumantes, crianças etc. Enfim, quanto mais “poluentes”, mais frequente se torna a limpeza.

Para veículos particulares, o indicado é que seja feita, pelo menos, de 6 em 6 meses. Já para transportes coletivos, deve ser feito mensalmente. 

Confira como fazer um mapa de risco para entender como manter a correta proteção nos mais diversos lugares e com os mais diversos cenários.

Entenda quais os benefícios de manter os veículos da frota higienizados

Agora que você entendeu mais sobre higienização, vamos falar das vantagens dessa prática para a empresa:

Preservação dos veículos 

Limpar e higienizar corretamente o veículo significa aumentar sua vida útil, o que é bom para a empresa por economizar na manutenção e na substituição do veículo em caso de perda total.

Economia com reparos

A sujeira pode causar estragos no carro. Por isso, a higienização automotiva é uma grande aliada dos reparos econômicos. Esse tipo de lavagem evita que muitos danos, inclusive irreversíveis, aconteçam no veículo.

Prevenção de acidentes

A limpeza do veículo ajuda a evitar acidentes, já que retrovisores sujos podem causar erros na visão do motorista, assim como outros tipos de sujeiras podem afetar o funcionamento do automóvel, colocando em risco tanto o colaborador, como outros agentes de trânsito.

Cuidado com a saúde dos colaboradores

A higienização interna do veículo é essencial para prevenir a saúde dos colaboradores, principalmente em tempos de doenças, como a covid-19. No inverno, bactérias se alojam e, no verão, gripes são frequentes. Portanto, a higienização correta é essencial para combater esses problemas, além de deixar o espaço mais confortável para o usuário.

Reconhecimento do cliente

Não é nada interessante para o cliente, muito menos para a empresa, deparar-se com um serviço realizado e péssimas condições de uso. Isso acaba trazendo um retorno negativo para a sua marca. Por isso, a correta lavagem automotiva é essencial para que o cliente mantenha uma boa imagem da empresa.

Conheça os pontos que precisam de mais atenção nos veículos 

O mais comum na hora de lavar o carro é passar um aspirador de pó para retirar a sujeira, mas, na verdade, isso não é suficiente para que o veículo fique bem limpo. Conheça alguns pontos essenciais para atentar na hora da limpeza:

Ar-condicionado

O ar-condicionado deve ser limpo para proteger o motor, remover odores, poeiras e melhorar a eficiência do automóvel a partir do melhor uso do combustível.

Tapetes

Os tapetes devem ser limpos diariamente, ou ao menos batidos, para que as sujeiras mais visíveis saiam. Por ter contato com sapatos, os tapetes conseguem guardar todo tipo de sujeira. A aspiração e lavagem devem ser feitas uma vez por semana. 

Parte externa do veículo

Para a parte externa, além da lavagem já conhecida e a desinfecção de vidros, inclua verificações mecânicas, como níveis de fluido, manutenção de equipamentos, verificação de para-brisas etc.

Volante e porta-copos

Sabia que o interior do veículo pode ser quatro vezes mais sujo do que o vaso sanitário? O volante, onde a mão do motorista sempre está tocando, deve ser higienizado com frequência, de preferência com um borrifador e uma flanela, assim como o porta-copos e os puxadores.

Cinto de segurança e bancos

Para os bancos de couro e os cintos, pano úmido com água e produtos adequados de limpeza, como sabão neutro, devem ser usados para não danificar o couro e abrir fissuras para mais bactérias morarem.

Parte interna em geral

Na hora de fazer a limpeza interna, desinfetantes, água oxigenada ou qualquer produto com amônia não devem ser usados. Para os painéis, use fórmulas que hidratam, mas que não são muito gordurosas. Com um nebulizador, sempre espalhe uma fórmula sanitizante na parte interna completa do automóvel.

Gostou das nossas dicas? Esperamos que você tenha compreendido que a higienização automotiva deve fazer parte do calendário da gestão da frota. 

Caso você tenha dificuldade de montar esse calendário, clique no botão abaixo e entre em contato com a nossa equipe de especialistas. Eles poderão dar dicas eficazes de como fazer esse monitoramento.