Blog

Frota própria ou terceirizada: Qual escolher?

Escrito por: Mariana Rodrigues

Tem dúvidas sobre como escolher o tipo de frota? Qual é a mais economicamente viável para  o seu negócio?

No atual cenário econômico, as empresas, sejam grandes ou pequenas, têm foco em um objetivo: redução de custos. Mas como alcançar esse propósito sem reduzir o pessoal e, principalmente, sem diminuir a qualidade ou atrasar as entregas?

Frota terceirizada

Prós

Ideal para empresas que não podem/querem ter um grande investimento de capital nessa área, a frota terceirizada é indicada para empresas que buscam redução de custos e padronização de serviços. Não é necessário se preocupar com a manutenção preventiva e corretiva, com a renovação dos veículos, gestão de combustível, gestão de documentação, IPVA, personalização dos veículos, entre outros custos fixos. Pagando a mensalidade, a empresa terceirizada cuida de tudo!

Contras

Mas nem tudo são flores. Com a frota locada, tendo demanda, ou não, você tem a obrigatoriedade de ficar com o veículo até o término do contrato, o que pode gerar custos desnecessários e encarecer a operação.

Frota própria

Prós

Ideal para empresas recém constituídas, com menos de 2 anos de operação, que não têm crédito aprovado por locadoras de veículos, que exigem alguns pré-requisitos para essa locação. A frota própria, com um investimento na casa de 30% do valor do bem, pode fazer com que a empresa alavanque seus negócios e possa iniciar suas operações, sem depender de histórico financeiro favorável.

Contras

A frota própria tem um alto custo inicial, afinal é necessário comprar os automóveis para a criação da frota. Ademais, é preciso pensar em todos os custos que um carro próprio pode trazer e multiplicá-lo pelo tamanho da sua frota: manutenção, impostos, entre outros.

Mas e os motoristas?

Um fator que influencia muito na produtividade, independente se a frota é locada ou própria, é  o desempenho dos condutores. Em uma atividade que exige muito do profissional, o condutor de frota é constantemente posto sob pressão para cumprir prazos e entregar resultados, além de ter que lidar com os perigos da profissão. Essas características do ofício podem induzir a comportamentos de risco que impactam não só a produtividade, mas também podem afetar o patrimônio e até a imagem da empresa.

Por isso, treinamentos especializados, como direção defensiva, direção econômica, entre outros, ajudam a expandir os conhecimentos técnicos desses colaboradores e, ainda, ajuda a implementar uma cultura de segurança na empresa.

Há, ainda, a possibilidade de uma experiência de aprendizagem imersiva com simuladores de direção. É possível recriar situações de risco reais em diversos cenários, mas em um ambiente seguro e controlado. Também é gerado um relatório individual de cada motorista, onde é mostrado os principais vícios de direção e os pontos a serem melhorados pelo treinamento.

Isso cria um perfil personalizado de motorista para sua empresa e, além disso, diminui drasticamente comportamentos de risco.

Conclusão

É preciso analisar bem as necessidades do seu negócio antes de decidir entre a frota própria ou terceirizada. Ambas têm muitos prós e contras. Vamos retomar rapidamente!

Prós e Contras – sobre frota terceirizada ou própria

E você? Sua empresa opta pela frota própria ou terceirizada? Conte para nós sua visão sobre este assunto!

Leita também: