Gestão de Frotas

Arrefecimento do motor: saiba o que é e quais os cuidados necessários

Escrito por: Equipe Younder

O arrefecimento do motor é essencial para o bom desempenho do veículo, então sua manutenção periódica é indicada até mesmo para evitar panes indesejadas e/ou perdas no patrimônio da frota.

Os motoristas já estão familiarizados com o sistema de arrefecimento do motor – aquele responsável por evitar que os componentes do carro sofram por suas constantes explosões na queima de combustível.

Esse sistema é essencial para o bom desempenho do veículo, então sua manutenção periódica é indicada até mesmo para evitar panes indesejadas e/ou perdas no patrimônio da frota.

Para que você entenda quais cuidados devem ser tomados com os veículos da frota – com relação ao arrefecimento do motor –, reunimos neste conteúdo todos os pontos necessários para uma boa gestão. Boa leitura!

Entenda o que é arrefecimento do motor 

O sistema de arrefecimento do motor é o responsável por manter a temperatura adequada para que o carro permaneça funcionando bem. Para que a operação seja feita adequadamente, a temperatura deve medir cerca de 90º graus.

As constantes explosões esquentam o motor do carro, e esse superaquecimento degrada a vida útil do equipamento. Por isso, o sistema de arrefecimento equilibra o cenário ao manter certa frieza – sem que o carro deixe de funcionar –, exercendo uma proteção para as peças ao redor. Sem esse sistema, as peças derreteriam. 

Saiba como funciona o sistema 

As peças do sistema são a bomba de água, o reservatório, o sensor de temperatura, a válvula termostática, o radiador, o eletroventilador e o fluido – formado por água desmineralizada, monoetilenoglicol e inibidores de corrosão.

Enquanto o carro está em movimento, esse fluido percorre o motor por suas mangueiras, com o controle feito por uma válvula termostática. Quando o motor atinge uma temperatura ideal, a água é liberada e, quando a temperatura já está estabilizada, é bloqueada para que não esfrie demais.

O eletroventilador serve para direcionar o vento corretamente para dentro do motor e ajudar nesse papel.

Conheça a importância da troca de fluidos 

A mistura do fluido é de extrema importância, pois garante a refrigeração do motor e evita danos a ele e às peças ao redor. A proporção entre os ingredientes do fluido de arrefecimento deve estar sempre adequada e é normalmente informada pelo próprio fabricante.

No mínimo, as proporções devem ser em partes iguais. O uso adequado desse fluido é tão importante quanto a troca de óleo, então não use ingredientes errados para completá-lo. De preferência, compre um fluido aditivo de radiador já pronto ou conte com um mecânico.

Saiba quais são os problemas mais comuns no arrefecimento do motor 

Qualquer falha no sistema que mencionamos pode causar superaquecimento do motor, o que significa que você verá uma luz vermelha acesa no painel e a alta no medidor de temperatura. Também é possível que saia fumaça do capô.

Usar um carro com o motor superaquecido deforma os cilindros e danifica as peças, além das partes internas do motor. Afinal, rodando dessa forma, o motor literalmente ferve. A troca de algumas dessas peças danificadas pode chegar até R$ 10 mil.

Você já tem um seguro de frota? Nesse momento, é hora de pensar em adquirir um! Saiba mais aqui.

Entenda o que é preciso fazer para evitar problemas como este

Agora, vamos para a prática. Siga as dicas que reunimos a seguir e mantenha a temperatura correta do seu motor.

Manter o calendário de manutenção da frota

Para evitar problemas no carro, as manutenções precisam estar sempre em dia, principalmente a preventiva. Afinal, só essa manutenção evita que você se depare com o carro parado no meio da rodovia.

O superaquecimento não é diferente. Para evitá-lo, a correta manutenção deve ser feita. A preventiva, a preditiva e a corretiva são importantes para as diferentes situações.

Ficou curioso sobre a manutenção preditiva? Ela é muito importante para evitar dores de cabeça e prejuízos. Leia mais.

Respeitar o tempo de troca de fluidos

A troca do fluido faz parte da manutenção. Com o tempo, o fluido do radiador vai perdendo suas propriedades, o que significa que não será mais inibidor de corrosão, que a ferrugem atingirá o seu carro e danificará o motor. Por isso, o período de troca deve ser sempre respeitado. A frequência é indicada no manual do proprietário de cada carro.

Olhar regularmente o funcionamento do sistema de arrefecimento do motor 

Você deve sempre checar o sistema, evitando problemas não vistos. As funções devem ser devidamente observadas para que a troca seja feita se necessário, principalmente se o veículo é usado diariamente.

Dúvidas sobre o sistema de arrefecimento do motor e de como manter um controle da manutenção da frota? Clique no botão abaixo, fale com um dos nossos especialistas e entenda como fazer o controle eficiente dos seus veículos!