Treinamento e Desenvolvimento

5 dicas para diminuir o turnover de funcionários

Escrito por: Equipe Younder

Turnover é uma expressão que vem do inglês e significa “rotatividade de pessoas”, ou seja, é a entrada de colaboradores e o seu consequente desligamento da empresa.

O turnover de funcionários da sua empresa está alto e você não sabe como reverter a situação?

Alguns fatores podem motivar uma maior rotatividade de colaboradores dentro da sua corporação, e isso acaba gerando danos tanto para o caixa da empresa quanto para sua cultura organizacional.

Neste conteúdo, vamos te explicar melhor o que é o turnover e quais suas possíveis causas, além da importância de manter esse índice baixo. Também vamos dar 5 dicas para diminuir a rotatividade na sua empresa. Confira!

O que é o turnover de funcionários? 

Turnover é uma expressão que vem do inglês e significa “rotatividade de pessoas”, ou seja, é a entrada de colaboradores e o seu consequente desligamento da empresa.

É um índice que está diretamente ligado à capacidade de retenção de talentos.

Vários aspectos influenciam os desligamentos em uma empresa, como é o caso das causas a seguir.

Quais as possíveis causas do alto turnover?

Muitas podem ser as causas para um turnover alto, como cultura organizacional, reconhecimento, falta de plano de carreira, doença, baixa produtividade, ou seja, as causas podem ser desde problemas com o  ambiente de trabalho a problemas pessoais.

Algumas dessas causas são controláveis e outras não. Portanto, é essencial identificar e entender até onde você pode ir para resolver e melhorar a taxa de turnover da sua empresa, fazendo com que ela seja vista como um ótimo lugar para construir uma carreira.

Causas controláveis, semi-controláveis e externas

Para que você compreenda melhor quais as causas de turnover, elas foram divididas em controláveis, semi-controláveis e incontroláveis. 

As causas controláveis são as passíveis de solução, pois dependem diretamente da empresa. Ou seja, com conversas e ajustes entre empresa e funcionário, é possível solucionar problemas que poderiam aumentar os pedidos de demissão, como é o caso de ofertar aumento de remuneração, melhorar as condições de trabalho, ofertar treinamento pessoal e profissional, implantar programas de benefícios e bonificações.

Já as causas semi-controláveis não dependem do gestor, mas do funcionário apresentar melhoras, como é o caso baixa produtividade, temperamento difícil e hábitos negativos. Cabem, claro, conversas entre a companhia e o colaborador, mas só haverá solução caso haja interesse e esforço da parte contratada em mudar.

As causas incontroláveis são aquelas que não são possíveis de resolver com o diálogo, por exemplo, se o funcionário estiver doente e precisar deixar de trabalhar ou se ele morrer. Em ambos os casos apresentados, não há nada que a empresa possa fazer.

Há, ainda, as causas externas, que independem da vontade da organização, como uma nova oportunidade de emprego.

Quais as consequências para a empresa?

Que uma alta taxa de turnover na empresa não é bom, você já sabe, mas por quê? Os motivos são vários, como baixa na taxa de capital intelectual, perda de know-how, altos custos para o setor e queda de produtividade. Confira mais detalhes a seguir!

Baixa na taxa de capital intelectual:

Toda empresa preza por formar equipes que estejam alinhadas com seus valores, missão e objetivos. Além de colaboradores que tenham capacidade de pensar, criar e entregar um serviço de qualidade. Isso é o capital intelectual.

E quando há uma taxa alta de turnover também, consequentemente, existe uma baixa na taxa de capital intelectual, o que pode ocasionar na diminuição da qualidade da sua entrega a longo prazo.

Perda de know-how

Quando um funcionário sai, é possível que ele leve consigo parte do know-how que ele adquiriu na sua empresa e não consiga transmitir conhecimentos para o seu substituto.. 

E, para suprir isso, é preciso encontrar outra pessoa com os mesmos conhecimentos do colaborador que saiu, ou até mesmo ter que começar a treinar do zero outro funcionário, gerando mais custos para a empresa.

Altos custos para o setor

Fora toda a perda de conhecimento, é certo que um turnover alto tem como consequência altos custos, pois todo o processo de recrutamento e seleção, até a contratação e demissão de pessoas, custam caro.

E muito além disso, treinar novas pessoas, como dito anteriormente, também gera um custo para o setor, tanto a nível de caixa quanto a nível de tempo da equipe para treinar um colaborador do zero.

 Queda de produtividade

Quando há uma rotatividade grande de funcionários, os demais começam a se sentir desmotivados, e tendem a ter um rendimento menor.

Além disso, a baixa da produtividade pode vir quando um gestor distribui as atividades entre o restante da equipe, diminuindo assim a produtividade, pois não há como absorver 100% das atividades que cabem para um outro cargo.

5 dicas para diminuir a taxa de turnover

Mostramos até aqui o que é turnover, quais as causas e quais os pontos negativos em ter um índice alto. Agora vamos te dar 5 dicas para diminuir a taxa de turnover da sua empresa!

 1) Invista em treinamentos dinâmicos que gerem engajamento: 

Muitas pessoas são colocadas para aprender a fazer tudo sozinhas em seus cargos, sem treinamento algum. E, mesmo assim, continuam sendo cobradas, causando a desmotivação.

Como solução, é possível aplicar treinamentos dinâmicos e interativos para que o funcionário permaneça motivado.

Além disso, uma outra forma eficaz é aplicar uma trilha de aprendizagem personalizada para os funcionários, mesclando assim os tipos de treinamento, e criando entre seus funcionários a sensação de aprendizado contínuo. 

Você pode saber mais sobre a trilha de aprendizagem aqui.

Modelo de Briefing para Treinamento

 2) Trabalhe o clima organizacional da empresa: 

Quando se tem uma equipe alinhada aos objetivos e à cultura da empresa, torna-se mais fácil ter um clima organizacional harmônico.

Para que isso aconteça, é importante que tudo esteja claro e seja sempre relembrado, e, caso alguém fuja disso, que ele tenha a oportunidade de aprender e entender como as coisas funcionam.

Isso demonstra que você tem empatia, que ouve os seus funcionários e se esforça para fazer com que eles se sintam parte importante da empresa.

3) Analise os feedbacks dos funcionários

Uma coisa é fato, os funcionários falam o que pensam sobre o trabalho, às vezes não diretamente para você, mas para pessoas com as quais eles têm contato.

Então é preciso que você abra espaço para que esses feedbacks sejam ouvidos, pois é a melhor forma de você melhorar a experiência do seu colaborador.

Nesse caso, criar uma pesquisa organizacional anônima, em tipo formulário, é uma boa saída para ter opiniões de forma geral e melhorar pontos que estão aquém.

 4) Desenvolva um plano de carreira 

Pessoas têm sonhos e a maioria delas almeja crescer em sua vida profissional. Trabalhar em uma empresa da qual as chances de crescimento são nulas é colocar um ponto final em muitos sonhos, o que causa um aumento no índice de turnover. 

Por isso, é importante que a empresa tenha um plano de carreira, mesmo que simples, mas que mostre a possibilidade de crescimento tanto pessoal quanto profissional.

Aqui, você pode mapear o crescimento do profissional dentro da empresa, oferecendo treinamentos e bonificações para que ele atinja suas expectativas e consiga alcançar uma realização pessoal e profissional dentro da corporação.

 5) Inove no processo seletivo: 

Além da importância de reter aqueles que já estão na empresa, é importante que novas contratações sejam feitas de forma mais assertiva.

Para isso, inovar no processo seletivo pode ser uma solução, pois além das competências técnicas, as pessoas precisam se encaixar na cultura da empresa.

Para isso, você pode contar com o auxílio de novas tecnologias, como o people analytics que aprende com os dados de recrutamentos e contratações para selecionar candidatos que se encaixem no perfil ideal da empresa. Isso tende a tornar os processos seletivos mais eficientes.

E se você quer trazer mais eficiência para as atividades do RH, além de otimizar o tempo da equipe, você pode terceirizar os serviços e, até mesmo, proporcionar treinamentos para a própria equipe de gestão de pessoas com profissionais capacitados.

Para entender melhor como você pode trazer mais inovação e assertividade para seu RH e diminuir a taxa de turnover consequentemente, clique no botão abaixo e converse com um dos nossos especialistas!