Treinamento equipes técnicas

Ações de prevenção de segurança do trabalho: 5 ideias para seguir

Escrito por: Edemaike Silva

Um dos pilares da boa gestão é manter em dia as ações de prevenção de segurança do trabalho dentro da empresa.

Um dos pilares da boa gestão é manter em dia as ações de prevenção de segurança do trabalho dentro da empresa.

Mesmo sendo obrigatórias ações e medidas para evitar risco de acidente no ambiente de trabalho, o Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho, elaborado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), aponta que, apenas em 2020, foram notificados mais de 446.000 acidentes de trabalho, resultando em cerca de 1.900 mortes.

O fato é que nem todas as empresas valorizam os profissionais da segurança do trabalho.

E é fundamental entender a importância de ações frequentes para conscientizar e manter os funcionários atualizados com as normas de segurança.

Por isso, neste artigo, você vai poder compreender melhor o que é a segurança do trabalho, as razões para priorizar ações de prevenção de acidentes na sua gestão e anotar 5 ideias para implementar e investir em segurança.

Entenda a importância de ações de prevenção de segurança do trabalho

Em resumo, segurança do trabalho é o conjunto de protocolos e normas a serem seguidos para que o trabalhador tenha qualidade e segurança no trabalho.

Alguns exemplos de ações de prevenção de segurança do trabalho são:

  • Oferecimento dos EPIs necessários e o treinamento do uso adequado pelos funcionários;
  • Realizar manutenção periódica de máquinas e veículos;
  • Manter o ambiente laboral limpo e organizado;
  • Oferecer treinamentos para a equipe;
  • Fiscalizar o uso de máquinas e veículos.

São vários os motivos para que essas ações de prevenção de acidentes sejam importantes, como preservar a saúde, o bem estar e integridade física dos colaboradores.

Além do mais, é através dessas medidas preventivas que você conseguirá otimizar a produção no dia a dia, estimulando o aumento da produtividade dos seus funcionários.

Também é investindo em segurança que você consegue prevenir acidentes e doenças ocupacionais que podem gerar possíveis causas judiciais para sua empresa.

Conheça a regulamentação de prevenção de acidentes no trabalho

Está previsto em lei (artigo 163 da CLT), que a empresa com mais de 20 funcionários deve aderir a medidas de segurança a partir da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes).

É através dela que, conforme as instruções expedidas pelo Ministério do Trabalho, é possível adotar medidas e ações para garantir a qualidade de vida e saúde do trabalhador.

Empresas com risco 3 e 4 devem estruturar a CIPA se contarem com 20 colaboradores ou mais em seu quadro. Já para empresas com risco 2, esse limite é de 51 empregados e, para as de risco 1, o número é de 501 funcionários.

Como foi dito anteriormente, nem sempre o profissional da segurança do trabalho e as medidas a serem adotadas são levadas a sério.

Infelizmente o não cumprimento de ações de prevenção de segurança do trabalho pode ocasionar em acidentes de trabalho, que podem ser classificados em 3 categorias: imprudência, negligência ou imperícia. Confira a seguir as diferenças.

Imprudência, negligência ou imperícia: qual a diferença?

A imprudência é configurada quando o trabalhador sabe o grau de risco na atividade e ainda assim não cumpre as precauções necessárias para realizá-la sem prejuízos.

E então entram as medidas de fiscalização para analisar se os funcionários estão utilizando os EPIs de forma correta, se estão evitando riscos, dentre outras.

Já a negligência se dá quando o funcionário não tem total conhecimento dos riscos e, com isso, falta com os cuidados básicos na ação de alguma atividade. O que pode ser evitado através de treinamentos de capacitação e segurança para os funcionários.

Por fim, temos os acidentes causados por imperícia – quando falta conhecimento técnico do colaborador para realização do trabalho. Que também pode ser solucionado com um treinamento adequado.

Estudo Acidente de Trajeto

Alguns exemplos de imprudências mais comuns que causam acidente de trabalho

Um grande exemplo de situação adversa para a segurança do trabalho é a falta ou o uso inadequado de EPIs, que podem ser consideradas imprudência ou negligência a depender da situação.

É responsabilidade das empresas oferecerem os Equipamentos de Proteção Individual necessários para que os funcionários exerçam suas atividades com segurança, assim como o treinamento devido para o uso correto dos mesmos.

Outro problema que coloca em risco a segurança do trabalho é a insalubridade. Ambientes de trabalho insalubres são aqueles que podem oferecer riscos à saúde dos colaboradores, expondo-os a doenças, infecções ou alergias, por exemplo.

Empresas que não fornecem e não ensinam o uso correto dos equipamentos de segurança ou que promovem ou permitem a exposição dos funcionários a ambiente insalubre podem vir a enfrentar processos judiciais.

E essa situação pode ocasionar em multas, indenizações ou pagamento de pensões.

O fato é que ambas as situações apresentadas acima podem ser evitadas se forem aplicadas medidas preventivas à segurança do trabalho.

5 ideias de ações para seguir e evitar acidentes no ambiente laboral

1.Realizar manutenção periódica de máquinas e veículos

Encabeçando a lista de ações de prevenção de segurança do trabalho, temos a manutenção periódica de máquinas e veículos.

Segundo o Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho, entre 2012 e 2018 foram mais de 528.000 acidentes causados por máquinas e equipamentos.

Já pensou que alguns desses acidentes aconteceram por conta de imperícia ou negligência no uso das máquinas, assim como falta de manutenção?

Não obstante, além de acidentes, a falta de manutenção também pode causar doenças ocupacionais por conta do mau uso do equipamento.

Além disso, a falta de manutenção pode comprometer diretamente a produtividade da sua empresa, uma vez que, com o veículo ou máquina parada, não é possível trabalhar.

2.Garantir o uso de EPIs

Quando se fala em ações de prevenção de segurança do trabalho, a primeira coisa que vem à mente são capacetes, máscaras e luvas, mas o uso de EPIs vai além disso.

Os Equipamentos de Proteção Individual vão de calçados adequados a óculos de proteção, e devem ser usados em situações que medidas de segurança coletiva (obstáculos, barreiras e sinalização) não são suficientes para garantir a integridade física do trabalhador.

O uso de EPIs é essencial para garantir a segurança do trabalho, mas não basta a empresa apenas oferecer os equipamentos necessários.

Também é obrigatório que ela forneça o treinamento adequado para uso dos EPIs, assim como faça a fiscalização periódica para verificar se estão sendo utilizados corretamente pelos colaboradores.

O fato é que, quando acontece um acidente dentro da sua empresa, você deve sempre se perguntar: será que esse acidente poderia ser evitado?

Confira abaixo um exemplo de acidente que poderia ser evitado com maquinário adequado para realizar a tarefa em segurança.

Exemplo de acidente que poderia ser evitado com maquinário adequado

3.Ter um ambiente laboral limpo e organizado

Pode não parecer, mas manter um ambiente de trabalho limpo e organizado é, também, uma das medidas preventivas de segurança do trabalho.

Afinal, estar em um local limpo e organizado previne doenças, além de aumentar a produtividade, o bem estar, e conservar materiais e equipamentos.

Por isso, uma ótima ação é orientar os funcionários a cuidarem dos ambientes, veículos, máquinas ou quaisquer outros instrumentos de trabalho utilizados em suas atividades diárias.

É essencial ressaltar que, por mais limpo e organizado que o funcionário mantenha seu local de trabalho, também é função da empresa fazer limpezas periódicas nos veículos disponibilizados.

Assim como também manter limpos o ambiente de trabalho, EPIs oferecidos, e inserir sinalizações quando há algum risco no local e demais avisos de segurança durante a manutenção.

4.Promover treinamentos

Treinar seus funcionários para operacionalizar uma máquina ou para entender as normas e funcionamento da empresa é uma das ações mais relevantes de prevenção de segurança do trabalho.

Afinal, sem treinamento, acidentes de trabalho estão mais propensos a acontecer.

Atualmente existem várias formas de oferecer treinamentos de qualidade para a sua equipe, desde treinamentos presenciais, até os mais modernos, como os treinamentos de segurança do trabalho EAD.

Diferente do que é observado em tantas empresas, é importante que os treinamentos sejam oferecidos de forma constante, fazendo, assim, a reciclagem do profissional.

Dessa forma, os funcionários se mantêm atualizados às normas e asseguram a cultura de segurança do trabalho dentro da companhia.

5.Não esquecer da fiscalização

Não basta treinar de forma constante se não houver uma fiscalização intensa!

É preciso estar ciente de que as regras estão sendo cumpridas e os protocolos absorvidos.

Quando a empresa opta por confiar que o treinamento é suficiente e o empregado vai cumprir com os ensinamentos, muitas vezes a imprudência toma espaço, trazendo grandes riscos ao colaborador e à empresa também.

Além de aumentar a prevenção de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, ainda é possível reduzir os gastos com manutenção corretiva, pois os funcionários não farão mau uso dos equipamentos e veículos da empresa.

Por fim, como colocar em prática as ações de prevenção de segurança do trabalho?

Ninguém melhor para cuidar disso do que os profissionais da segurança do trabalho: Médico do Trabalho, Engenheiro da Segurança do Trabalho e Técnico em Segurança do Trabalho.

Esses são alguns dos profissionais capacitados para ajudar a sua empresa a se adequar ao plano de segurança do trabalho.

Com conhecimento técnico na área, eles não apenas fazem com que obrigações trabalhistas sejam cumpridas, mas também focam na cultura de segurança da empresa.

Esses profissionais farão juntos – com a CIPA, se houver – um plano de segurança do trabalho.

É esse plano que irá mapear as ações para que a saúde e segurança do trabalho dos empregados, garantindo que as normas sejam cumpridas e asseguradas. Portanto, o Plano de Segurança do Trabalho tem como objetivo auxiliar a empresa nas ações de prevenção de acidentes.

Uma organização que tem uma cultura de segurança do trabalho, tem um ambiente laboral muito mais saudável e seguro, além de produtivo e sem imprevistos econômicos.

Executar ações de prevenção de segurança do trabalho é, acima de tudo, um investimento para a empresa e para o desenvolvimento da equipe.

Quer saber como a sua empresa pode trazer ações e medidas para diminuir os acidentes e criar uma cultura de segurança eficiente? Clique no botão abaixo e converse agora com um especialista.



Campanha Game Over na Imprudência